Opinião

A Cruz de Portugal

 “Todavia, apesar do valor incontestável e fragilidade do monumento não foi ainda encontrada uma solução que ponha fim ao estado de erosão precoce e de irreversível deterioração. Devido à fragilidade do calcário onde foi esculpida encontra-se em estado de desagregação, com algumas fissuras, faltam-lhe já alguns fragmentos de pedra e o relevo das figuras e dos ornamentos está muito desgastado. A agressividade dos agentes externos, nomeadamente, a humidade atmosférica, a chuva e a poluição são também principais agentes corrosivos do monumento que necessita de intervenção de modo a preservar-se uma das mais belas peças escultóricas do património algarvio” . E …

Ler Mais »

Mulher cega, Homem surdo

O ideal no casamento é que a mulher seja cega e o homem surdo. O aviso não é meu. É do Sócrates. O outro, o de Atenas. A certeza tem mais de dois mil anos. Quem somos nós, hoje, para duvidar? É de acrescentar, àquelas qualidades, a mudez. Sócrates não a tinha. Falava pelos poros todos. O homem era feio, gordo, desmazelado. Mas ninguém o calava. Andava descalço pelas vielas e praças de Atenas. Debitava avisos, conselhos, recomendações. Ouvia toda gente. Questionava. Esgrimia argumentos. Discutia muito. A sua missão de educador era tida como divina no século V antes de …

Ler Mais »

O Grande Irmão Fiscal

Foi recentemente entregue no Parlamento uma petição da ANACO e da CPPME que contou com cerca de onze mil assinaturas, para a revogação do Decreto-Lei nº87/2018 de 31 de Outubro de 2019, que instituiu a obrigatoriedade de entrega à Autoridade Tributária, por parte de todas as empresas e empresários em nome individual, de um ficheiro que contém, em minucioso detalhe, toda a contabilidade ao nível de lançamento individual. Tal ficheiro, em conjunto com a informação já fornecida atualmente, dará à Autoridade Tributária o acesso a toda os movimentos financeiros dos atores económicos, ao ponto de saber qual a cadência e …

Ler Mais »

Golfe de Silves – Prós e contras

Foi dada luz verde para a construção de um campo de 18 buracos, junto a Silves. Normalmente o golfe está associado a empreendimentos imobiliários com muitas moradias, mas, neste caso, o que nos é apresentado é um hotel com 700 camas. Estamos tão habituados ao outro cenário, que este nos parece algo estranho. Não se tem ouvido muito ruído sobre o tema, mas admite-se que o campo de golfe será melhor visto pelo povo trabalhador do que pelas intelectualidades. Quem já tem bom emprego, certo e eterno, estará mais confortável para dizer que “basta de campos de golfe” ou “chega …

Ler Mais »

A atualidade do 25 de abril

Não deixa de impressionar a força com que o 25 de Abril se faz sentir em todo o país, 45 anos depois da revolução dos cravos, que trouxe a liberdade e a democracia, a descolonização e o desenvolvimento à nação portuguesa, após 48 anos de obscurantismo e feroz repressão sob regime fascista. É de registar o bom serviço prestado pela televisão pública na homenagem e divulgação do significado do 25 de Abril ou o categorizado e diversificado programa de comemorações do Município de Silves, sob liderança CDU, que faz jus ao lema “Silves, concelho de Abril”. A gesta heróica e …

Ler Mais »

Par de Córneas

Cego e surdo. Ninguém deseja correr o risco. Nem eu. Há quem vele por mim. Registo o cuidado. Não sei se quem ainda consegue ler estas linhas é notado. Ou se já tem deficiências visuais e auditivas graves. Oxalá, não. A cidade está pejada de estabelecimentos para venda de óculos para a boa vista e de aparelhos contra a má surdez. Ruas prevenidas. Em cada esquina um amigo. Em cada rosto bondade. Procuram, julgo, gente de vistas curtas e de surdez larga. Bata branca. Gravata ajustada. Sorriso ajustado a interpelar os passantes. O sorriso abre-se em representação da nacional ou …

Ler Mais »

Na minha terra

Fui de comboio a Santarém. Até Lisboa fui no Alfa Pendular das sete horas e vinte e nove minutos da manhã (a partir de Tunes). Desci em Lisboa Oriente e esperei por um comboio regional com destino a Santarém. Verdadeiramente o comboio regional tinha como destino Tomar. Fiquei pensando, quais seriam as estações até Santarém e, o mais importante de tudo, qual seria a estação imediatamente anterior a Santarém. Gosto de antecipar as situações e de me precaver em relação a acontecimentos futuros. Quando o revisor veio certificar-se do meu título de transporte, perguntei-lhe qual era a estação imediatamente anterior …

Ler Mais »

O Brexit para o Algarve

Sigo com uma certa curiosidade mórbida o desenrolar do Brexit desde que a saída britânica da União Europeia foi anunciada em meados de 2016. Confesso até um certo deleite ao assistir às contínuas tentativas frustradas da Primeira-Ministra britânica em conseguir um acordo que seja aceite pelos Parlamentos Britânico e Europeu. Comparo a tarefa ao castigo imposto a Sísifo, o lendário rei de Corinto, condenado pelos deuses a empurrar uma pedra por um monte acima, apenas para ver a pedra rebolar para baixo cada vez que se aproxima do cume. Theresa May vê todas as tentativas de acordo esbarrarem num parlamento …

Ler Mais »

Desmandos na Banca

Num processo infindável, a banca nacional continua a sugar milhares de milhões de euros aos cofres do Estado e aos contribuintes, na forma de empréstimos, linhas de crédito ou garantias, para cobrir a gestão irresponsável e aventureira, negociatas e tráfico de influências, bem como atos de promiscuidade e corrupção, que poderiam ser alocados ao investimento público em áreas fundamentais para o desenvolvimento do país, como por exemplo, na educação ou na saúde. O Governo não retira daí as devidas ilações, faltando-lhe coragem e convicção política para proceder ao controlo público da banca. Na verdade, o Governo encontra-se de mãos atadas, …

Ler Mais »

Regresso ao passado no futuro

Acredito que, ao lerem o título desta crónica, pensaram «lá está ele outra vez com as histórias do antigamente, estamos fartos daquelas historinhas do século passado». Tenho consciência dessa limitação, mas é mais fácil falar do passado do que tagarelar sobre o futuro, um futuro que raramente se concretiza daquele modo. Posso ilustrar esta minha afirmação com o visionamento de filmes de ficção científica em que tudo nos parecia moderno e agora, no nosso atual futuro, muito antiquado, com exceção do teletransporte. Desta vez, vou-vos falar do futuro, não necessariamente do meu, mas do futuro de alguns de nós, com …

Ler Mais »