Arquivos Tags: António Eugénio

Um Natal atípico outra vez!

E mal nos damos conta e já estamos novamente no Natal. O ano de 2021 voou e já nos preparamos para mais uma quadra natalícia, com tudo o que tal época reclama; mesas repletas de filhós, bolo-rei, bacalhau e outros ingredientes que polvilham o Natal com sabor que todos sabemos. No entanto, este Natal ainda não será o “típico” Natal a que estávamos acostumados antes da pandemia de Covid-19. A nova vaga de Covid-19 descolou o número de casos no nosso país nos últimos dias e foi levantado novo estado de calamidade no país. No período em que escrevo estas …

Ler Mais »

A gula onde é permitida

Uma reportagem recente num canal de televisão deu voz ao descontentamento de algumas pessoas em relação ao uso dos chamados “cartões de refeição”. No decurso da mesma, várias pessoas entrevistadas indicaram que estes “cartões de refeição” apenas podiam ser utilizados em hipermercados e grandes superfícies, sendo impossível a sua utilização no comércio local e em restaurantes que não façam parte das grandes cadeias. Uma das entrevistadas disse sentir-se “condicionada” em relação aos locais onde poderá fazer as suas compras ou fazer refeições. Estes “cartões de refeição” constituem uma tipologia do comum subsídio de alimentação proporcionado no âmbito da prestação de …

Ler Mais »

O peso da abstenção

As eleições autárquicas do passado dia 26 de Setembro coroaram Rosa Palma como a Presidente da Câmara Municipal de Silves, num terceiro mandato consecutivo. A CDU ganhou a presidência da Câmara Municipal com maioria absoluta, elegendo 4 vereadores, e conseguiu ser a força mais votada na Assembleia Municipal, embora empatada com o resto das forças eleitas. A nível regional, o Partido Socialista tomou a dianteira como o partido com mais Câmaras eleitas, tendo elegido nada menos que 12 Presidentes de Câmara Municipal em 16 possíveis. Muito embora se realce os resultados, há um número preocupante que surge nestas eleições. A …

Ler Mais »

“Crónicas de uma Terra Ruiva” foi apresentado em Messines

O livro “Crónicas de uma Terra Ruiva”, da autoria do nosso colaborador António Eugénio Guerreiro foi apresentado, no dia 1 de outubro, na Sociedade de Instrução e Recreio Messinense, em S. Bartolomeu de Messines. A apresentação contou com uma intervenção inicial de Tiago Custódio, presidente da Sociedade de Instrução e Recreio Messinense, que agradeceu ao autor a presença no dia em que esta coletividade reabriu o seu espaço de cafetaria e destacou a importância de eventos desta natureza se repetirem nesta casa aberta à cultura. Este livro reúne o conjunto de textos de António Eugénio Guerreiro, publicados no jornal Terra …

Ler Mais »

Apresentação de livro “Crónicas de Uma Terra Ruiva”, de António Eugénio Guerreiro

O livro “Crónicas de uma Terra Ruiva”, da autoria do nosso colaborador António Eugénio Guerreiro será apresentado na próxima sexta-feira, dia 1 de outubro, pelas 21h, na Sociedade de Instrução e Recreio Messinense, em S. Bartolomeu de Messines. Este livro reúne o conjunto de textos de António Eugénio Guerreiro, publicados no Terra Ruiva na década de 2009-2019. “Versando primariamente sobre temas económicos, mas muitas vezes sobre coisas verdadeiramente importantes, esta obra apresenta uma perspetiva sobre os vários acontecimentos e peripécias que se desenrolaram em geografias variáveis: desde a Europa, a Portugal, ao Algarve, ao concelho de Silves e à freguesia …

Ler Mais »

Ciclos iguais, ciclos diferentes

Setembro de 2021 tem um sabor muito especial. Para muitos, é o regresso ao trabalho e à escola de um forma presencial, numa altura em que se pretende que volte a verdadeira normalidade, depois de quase dois anos de pandemia. Nós, que vivemos cá no destino de férias, tivemos um pequeno gostinho de ”back to normal”, ao vermos as “hordas” de turistas que nos invadiram em agosto. Depois de um junho e julho algo tépidos, as filas e as enchentes no litoral algarvio do mês de Agosto salvaram muitos negócios e relembraram os algarvios de como eram os verões pré-pandémicos. …

Ler Mais »

Tempos voláteis

Os tempos que correm estão muito voláteis. Um exemplo disso mesmo é o meu texto publicado no mês passado, que versava sobre a importância da vacinação e do papel que os turistas britânicos teriam sobre o futuro do Algarve. Escrito e enviado para a redação, o texto rapidamente ficou ultrapassado, numa questão de horas, quando foi anunciado o fim do corredor aéreo do Reino Unido com Portugal. Num ápice, milhares de reservas foram canceladas e regressos foram abruptamente antecipados pelos turistas que já cá estavam. Apenas alguns dias antes, recebíamos alegremente os turistas ingleses para a final da UEFA Champion’s …

Ler Mais »

Turismo vacinado

A corrida à vacinação continua; desde que foram aprovadas as diferentes vacinas, o governo português apressou-se a que a mesma estivesse disponível para a população. Dada prioridade aos idosos, grupos de risco e profissionais mais críticos, a vacina começa agora a chegar aos escalões etários com menos grau de risco. No Algarve, a vacinação encontra-se algo abaixo do verificado nas outras regiões; no relatório de vacinação com os dados até 30/05/2021, a região contava com apenas 32% da sua população vacinada com a primeira dose, e apenas 19% tinha vacinação completa. Há algumas semanas foi noticiado que o ritmo de …

Ler Mais »

O navio de Teseu

Quando Teseu desembarca do navio, a população acolhe-o como um herói. Derrotara o monstruoso Minotauro, e salvara a juventude de Atenas, relutantemente enviada pela cidade como sacrifício. Gratos pela salvação dos seus filhos, os atenienses zelariam pelo navio que transportou o herói, como um monumento ao feito de Teseu. Mas a passagem do tempo é impiedosa; à medida que os invernos chegam e os verões partem, o navio desintegra-se: o leme é corroído, os remos abolorecem e decompõem-se, as velas apodrecem. Os atenienses, obrigados pela gratidão ao herói de gerações, substituem cada componente carcomido do barco por um novo, num …

Ler Mais »

Maior e vacinado: 21 anos do Terra Ruiva

Consta que o Jornal “Terra Ruiva” celebra em Abril os seus 21 anos de existência. Caso o jornal fosse um ser humano, e segundo algumas convenções, estaria a chegar à idade que marca o fim da adolescência e a entrar naquilo que nós chamamos de “vida adulta”. É normalmente nesta idade que se processam mudanças profundas na mente do “proto-adulto”. Aos 21 anos, tendencialmente, já está definida a personalidade que irá vigorar no resto da vida; se fores careta aos 21 anos, lamento, vais ser careta o resto da vida. O “adulto de 21 anos”(e reparem o uso algo liberal …

Ler Mais »