Home / Sociedade / História & Património (página 4)

História & Património

25 de abril – 45 anos (Dia 9) – O Terra Ruiva nas comemorações

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e publica todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que decorre em simultâneo no jornal Postal do Algarve. “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança   A Guerra Colonial O fim da II Guerra Mundial marca o início de profundas transformações a nível mundial. Em 1945 é criada a Organização das Nações Unidas que na sua Carta consagra o direito …

Ler Mais »

25 de abril- 45 anos (Dia 8) O Terra Ruiva nas comemorações

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e publica todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que decorre em simultâneo no jornal Postal do Algarve. “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança         EXÍLIO Venho dizer-vos que não tenho medo A verdade é mais forte do que as algemas, Venho dizer-vos que não há degredo Quando se traz a alma cheia de poemas. Pode …

Ler Mais »

25 de abril – 45 anos (Dia 7) O Terra Ruiva nas comemorações

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e publica todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que decorre em simultâneo no jornal Postal do Algarve. “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança     “O 25 de Abril, para mim, é uma forma de estar na vida”- Costa Martins “Na noite do dia 24 de Abril de 1974, o capitão Costa Martins entrou na Base Aérea de …

Ler Mais »

25 de abril- 45 anos (Dia 6) O Terra Ruiva nas comemorações

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e publica todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que decorre em simultâneo no jornal Postal do Algarve. “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança   25 de Abril Esta é a madrugada que eu esperava 0 dia inicial inteiro e limpo Onde emergimos da noite e do silêncio E livres habitamos a substância do tempo Revolução Como casa limpa …

Ler Mais »

25 de Abril- 45 anos (Dia 5) O Terra Ruiva nas comemorações

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e publica todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que decorre em simultâneo no jornal Postal do Algarve. “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança   A ESCOLHA DA JUNTA DE SALVAÇÃO NACIONAL “Quanto à Armada, fechou-se completamente em copas até ao último momento. Pelo menos no que a mim próprio diz respeito, pois nem sequer no Posto de Comando, em …

Ler Mais »

25 de abril- 45 anos (Dia 4) O Terra Ruiva nas comemorações

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e publica todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que decorre em simultâneo no jornal Postal do Algarve. “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança       O Dia da Liberdade Este dia é um canteiro com flores todo o ano e veleiros lá ao largo navegando a todo o pano. E assim se lembra outro dia febril que …

Ler Mais »

25 de Abril- 45 anos (Dia 3) – O Terra Ruiva nas comemorações

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e publicar todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que decorre em simultâneo no jornal Postal do Algarve.     “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança   25 de Abril – A Marinha “A Marinha era, até 1961, uma pequena corporação com um corpo de oficiais que se distinguia pela cultura, pelo aprumo e pela disciplina e onde todos …

Ler Mais »

25 de Abril – 45 anos (Dia 2)

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e publica todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que irá decorrer em simultâneo no jornal Postal do Algarve. “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança   «Não hei de morrer sem saber qual a cor da liberdade. Eu não posso senão ser desta terra em que nasci. Embora ao mundo pertença e sempre a verdade vença, qual será ser …

Ler Mais »

25 de abril- 45 anos – O Terra Ruiva associa-se às comemorações

Na celebração dos 45 anos da “Revolução dos Cravos”, o “Terra Ruiva” associa-se às comemorações e irá publicar todos os dias, durante o mês de Abril, um texto ou poema alusivos ao 25 de Abril. Uma iniciativa organizada por Rui Cabrita e que irá decorrer em simultâneo no jornal Postal do Algarve. “Um povo sem memória não perpetua um país, preenche um espaço sem identidade.” Carlos Esperança     Dia 1 de Abril Intervenção do Tenente Coronel Luís Athayde Banazol na reunião de oficiais que teve lugar em 24 de Novembro de 1973, em S. Pedro do Estoril, perante umas …

Ler Mais »

Memórias Breves (15) – João de Deus na História da Imprensa

JOÃO DE DEUS NA HISTÓRIA DA IMPRENSA O ALGARVE inaugurou, em fim de 2018, uma Exposição: “Da Arquitypographia à Industrialização da Imprensa”. Fisicamente a Exposição encontra-se num espaço (antiga capela) do palácio Episcopal de Faro, Rua do Município, cedido pela Diocese do Algarve. Como sabemos o primeiro livro impresso em Portugal, na villa de Faro, a 30 de Junho/1487, de título “Pentateuco”, fará, em Março deste ano, 532 anos. Há promessas de ser esta exposição o “arranque” para o desejado e merecido Museu da Imprensa, em Faro. José Pacheco, um homem audacioso vem com quatro volumes, num total de 1724 …

Ler Mais »