Home / Vida / Pessoas / No Dia Mundial da Poesia… um poema para os nossos leitores

No Dia Mundial da Poesia… um poema para os nossos leitores

O jornalismo e a poesia.

Dor. Lamentação.
Utopia.
A poesia tem paixão,
tem noite maldormida.
Tem corno de plantão.
Quem nunca escreveu versinhos numa tarde de solidão?
E o jornalismo, o que dizer desse cara então?
Tem tudo que a poesia tem.
É caso sem solução.

O jornalismo e a poesia.
Malditos. Marginais.
Vida na periferia.
Em um sebo é lá no fundo,
beeeeem no fuuuuundo…
que fica a poesia.
Mais longe que enciclopédia. Estante de Biologia.
O jornalismo é igualzinho, parece que causa alergia.
Vive sempre em quarentena.
Estranha patologia.

O jornalismo e a poesia.
Inspiração. Beleza.
Magia.
A poesia é urgente,
tem denúncia, apelo.
Tem palavra envolvente.
Quando lida ou cantada fica toda atraente.
Jornalismo é irmão gêmeo, não é nada diferente.
Incomoda e transforma.
Mexe com a alma da gente.

 

Texto de Duda Rangel, autor do blogue “Desilusões perdidas”. Duda Rangel é uma personagem criada pelos irmãos Anderson e Emerson Couto, jornalistas brasileiros. O blogue, criado em 2009, alcançou grande sucesso e descreve a vida, ilusões e desilusões de Duda Rangel, o jornalista que não existe.

Partilhe nas redes socias:
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Veja Também

A questão da transmissão do vírus pelos objetos, analisada por um investigador

Recentemente, a Organização Mundial de Saúde referiu que não é possível confirmar se o SARS-CoV-2 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *