Home / Vida / Psicologia / 9 em cada 10 pessoas repetirá as resoluções de Ano Novo em 2017

9 em cada 10 pessoas repetirá as resoluções de Ano Novo em 2017

Nove em cada dez pessoas afirma que repetirá as resoluções de ano novo em 2017. Este é um dos dados mais conclusivos da pesquisa realizada pelo Grupo PronoKal “Você cumpre os objetivos de Ano Novo?” realizada através das redes sociais em véspera de Natal, altura habitual para analisar o ano que passou e planear os novos desafios para o ano seguinte.
Este resultado só confirma o que outros estudos já apontam: que 20% das resoluções de Ano Novo são perdidas na primeira semana de janeiro, e mais de metade são abandonadas ao longo do ano.
Fazer mais exercício, perder peso e encontrar um(a) companheiro(a), estão posicionados nesta ordem como os principais desafios dos entrevistados para o próximo ano, obtendo 85% dos votos, 76% e 20% respetivamente.
Felizmente, parece que algo mudará em 2017, pois aqueles que repetem os propósitos, dois terços (66%) confessam que decidiram procurar ajuda profissional para tentar alcançar esses objetivos em 2017.
Tendo em conta estes números, a equipa de dietistas e coach da PronoKal Group®, principal impulsionador deste estudo, aponta: “Aprender a pedir ajuda e saber quando é necessário o apoio de um especialista para ter sucesso, é uma das principais coisas que estimulam os nossos pacientes. Não afundar-se no ‘Eu falhei’, mas enfatizar ‘o que eu posso mudar para conseguir’.

O que esperamos de 2017?
Em relação ao ano anterior, ocorre uma modificação de prioridades e de mentalidade global, pois 57% escolhe perder peso e fazer mais exercício – ambos como parte dos seus objetivos para o próximo ano, sugerindo que, gradualmente, a sociedade é cada vez mais consciente de que a atividade física é necessária para um bom controle de peso e para ter um peso saudável.
Permanecem no terceiro nível e por ordem de interesse para os inquiridos, encontrar companheiro(a) (20%), parar de fumar (18%) ou casar-se (10%).

Veja Também

Diagnóstico atempado podia evitar 60 por cento dos casos de perda de visão

Um estudo realizado pela Universidade Nova de Lisboa revela que dos mais de dois milhões de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *