Home / Sociedade / História & Património (página 10)

História & Património

Memórias Breves (5) – João de Deus = Victor Hugo

JOÃO DE DEUS: Visão futurista do ensino. Um protector dos mais pequenos em tempos complexos. VICTOR HUGO: Um Homem de todos os tempos. Um génio visionário. A voz de todos os desvalidos. Nomes ligados à cultura europeia e de destinos paralelos. Ambos viveram o século XIX, por inteiro, na intensidade do tempo de grandes transformações na pedagogia, na literatura, nas artes, nas ideias, na ciência, nas transformações ideológicas. Ambos repousam por Lisboa e Paris, nos respetivos Panteões. Mas por que trago nesta afinidade dois europeus inesquecíveis? É que ambos marcaram os Tempos! Victor Hugo, pela dimensão universal da cultura francesa. …

Ler Mais »

Sociedade de Instrução e Recreio Messinense comemorou o 89º aniversário

No dia 24 de Fevereiro de 2018, a Sociedade de Instrução e Recreio Messinense comemorou o seu 89º aniversário. A festa teve início com uma breve intervenção da presidente da Direção, Paula Bravo, que recordou o significado do lema ”Instrução e Recreio” e apelou à participação de todos os sócios na vida da coletividade. A segunda intervenção foi da presidente da Câmara Municipal de Silves, Rosa Palma, que destacou a importância das associações e das coletividades na vida das comunidades e deu os parabéns à Sociedade. Pedro Mascarenhas falou um pouco sobre a sua exposição de fotografia que neste dia …

Ler Mais »

S.B. Messines foi elevada à categoria de Vila há 45 anos, Um breve olhar sobre as tentativas de emancipação da aldeia

A 7 de março de 1973 os messinenses rejubilaram com a publicação do decreto que elevava a aldeia a vila. Ainda assim um regozijo embaçado, pela não promoção simultânea a sede de concelho. A freguesia, depois da elevação de Monchique e Lagoa a municípios, em 1773, até então pertencentes ao termo de Silves, tornou-se na segunda mais importante do concelho, e em várias épocas mesmo a mais relevante. O bairrismo messinense está no sangue das sucessivas gerações e não raras vezes, ou melhor, sempre que se consideram lesados nos seus interesses, opuseram-se à edilidade silvense, por exemplo em 1825, aquando …

Ler Mais »

Memórias Breves (4)

JOSÉ VITORIANO, O ENCONTRO = Estávamos em 1978. Havia iniciado um “DOSSIER UNIVERSIDADE DO ALGARVE”, desde 3 de Junho de 1977. Debatia-se, na Assembleia da República, a criação dos Estudos Superiores para o Algarve. Decisão polémica que se transformou em capricho político. Assim sendo, cria-se uma dificuldade de unanimidade exigida. Publiquei estudos sobre a utilidade desse “instrumento“ do ensino superior, tão pedido, pelos séculos, desde a visita real de D. Dinis, a Faro, ao Filipe ocupante, sem resultados positivos. Para o Algarve, a universidade seria um “desperdício”, na apreciação de alguns senhores “superiores”. Mas há Homens que afirmavam a necessidade …

Ler Mais »

A morte de porco, No reviver de uma tradição

Amanheceu muito frio, apesar disso o sol teimou em brilhar e fez-se mais um dia seco do Inverno algarvio a que nos temos vindo a acostumar. Ouvem-se galos a esparso, uns latidos secos, por entre as copas das alfarrobeiras centenárias até o vento está agitado. Os homens vão-se chegando, esfregam as mãos à volta do lume aceso para o tacho das carnes e partilham um copinho. Vai de mão em mão, de boca em boca, ora cheio ora vazio. Os humores são escassos, a manhã está fria, estão a guardar a “genica”… Engolem o café da chocolateira e o biscoito …

Ler Mais »

Centenário da visita do presidente da República Sidónio Pais, a Silves

Exposição “Centenário da visita do Presidente da República Sidónio Pais, a Silves” Em Silves, no edifício da Câmara, encontra-se patente, até ao final do mês de fevereiro, a Exposição do Arquivo Municipal com o tema “ Centenário da visita do Presidente da República Sidónio Pais a Silves ”. A exposição é acompanhada de imagens e documentos. O Terra Ruiva colabora com esta iniciativa do Arquivo Municipal publicando uma versão resumida do texto da exposição. A versão integral está disponível aqui: Expo_DM_fevereiro_2018   Centenário da visita do Presidente da República Sidónio Pais a Silves Decorria o ano de 1918 quando o Presidente …

Ler Mais »

Concluída a intervenção no portal da Sé de Silves

Estão concluídos os trabalhos que permitiram recuperar totalmente o portal principal, em pedra, da Sé de Silves. A intervenção neste Monumento Nacional, foi promovida pela Direção Regional de Cultura (DRC) do Algarve e realizada pela empresa Samthiago, Conservação e Restauro. “A empreitada, que contou sempre com o acompanhamento interessado da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição e da Câmara Municipal de Silves, incluiu o portal, o varandim exterior e os pináculos, tendo sido efetuado o reposicionamento e consolidação das aduelas nas arquivoltas do portal (cuja instabilidade apresentava perigo para o património e para as pessoas), a limpeza de todas as …

Ler Mais »

Memórias Breves (3)

A VOZ DE UM BISPO – Na noite de 9 de Dezembro / 2017, na antiga dependência dos Jesuítas e da Inquisição, em Faro, que se transformou em Teatro, em 1845. O Teatro Lethes, casa de muitas memórias, pelas mudanças de pensamentos, que os tempos e os homens assim se transformam, em melhores sentidos…Prefaciando Camões, que “muda o tempo, mudam as vontades”, que o mundo está sempre em mudança e vontades …Então, regressemos a essa noite recente, em que o Bispo do Algarve, Manuel Neto Quintas, apresentou-se, a convite da direcção, integrado em “Conversas com Vida Dentro”. Pouco público se …

Ler Mais »

Os festejos em Silves e Alcantarilha, em 1896, pela captura de Gungunhana

Os primeiros dias de janeiro de 1896 foram vividos em Portugal com enorme entusiasmo e regozijo. Os portugueses vinham nos últimos anos, quase sempre com resistências locais, a tornar efectiva e integral a sua soberania em África, recorrendo a campanhas militares de ocupação colonial. Terminava assim a relação vaga, que até então existia, com os poderes indígenas locais. As expedições tinham como objetivo subjugar os povos sublevados, sendo preparadas e equipadas em Lisboa, quando estavam em causa áreas cuja insubmissão poderia colocar em perigo o domínio português na colónia ou em grande parte dela. Neste campo inscrevem-se as campanhas levadas …

Ler Mais »

O Arco da Rebola

Exposição “O Arco da Rebola” Em Silves, no edifício da Câmara, encontra-se patente, até ao final do mês de janeiro, a Exposição do Arquivo Municipal com o tema “ O Arco da Rebola ”. A exposição é acompanhada de imagens e documentos. O Terra Ruiva colabora com esta iniciativa do Arquivo Municipal publicando uma versão resumida do texto da exposição. A versão integral está disponível aqui: Expo_DM_janeiro_2018   O Arco da Rebola A cidade de Silves guarda alguns locais interessantes, entre os quais podemos destacar o Arco da Rebola, sito na Rua Cruz da Palmeira, assim designada a partir de 1922, …

Ler Mais »