Algarve é a região do país com a maior subida da percentagem de desempregados

A pandemia e as consequências da mesma sob o sector turístico no Algarve estão já exercer uma enorme influência sobre os números do desemprego na região.
Segundo os dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), no dia 20 de abril, o Algarve é a região do país com a maior subida da percentagem de desempregados, com um aumento de 12,8% relativamente a fevereiro, e de 41,4% quando comparado com março do ano passado.
De acordo com o IEFP, no final de março de 2020, havia 21.636 inscritos nos centros de emprego do Algarve, mais 6.331 do que em março de 2019.

No que respeita ao concelho de Silves, segundo os dados do IEFP, no final de março de 2020, estavam inscritas 1623 pessoas, sendo 672 homens e 951 mulheres.

A região de Lisboa com mais 9.650 (10,4%) que em fevereiro, e 3,8% acima do nível de desemprego registado há um ano, tem um total de 102.108 desempregados inscritos em centros de emprego.
A região Centro apresenta 45.845 desempregados, com aumentos de 9,3% e 3,3% frente a fevereiro e a março de 2019, respetivamente.
No Alentejo os centros de emprego registam 16.997 desempregados, com crescimentos de 12,5% face a fevereiro e de 9,8% relativamente há um ano.
.

Veja Também

União das Freguesias de Algoz e Tunes está a contratar

A União das Freguesias de Algoz e Tunes tem aberto um concurso de recrutamento para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *