Home / Economia & Emprego / Economia / Consumidores valorizam mais testes e certificações

Consumidores valorizam mais testes e certificações

Os consumidores valorizam cada vez mais os testes e certificações dos produtos tecnológicos que adquirem, sendo que a maioria considera essencial que os mesmos sejam devidamente testados antes de serem comercializados.

A CRITICAL e a OnePoll, empresa de estudos de mercado especializada em inquéritos online, levaram a cabo um estudo que revela que quase metade dos inquiridos registou falhas no funcionamento das tecnologias que utiliza diariamente, com uma frequência de uma ou mais vezes por semana.

Este estudo, encomendado pela CRITICAL à OnePoll, assentou numa amostra de 2000 inquiridos. Destes, apenas 50% afirmou acreditar que as tecnologias e os dispositivos que utilizam diariamente foram devidamente testados antes de serem colocados à venda, apesar de 98% considerar que a fiabilidade é um ponto fulcral.

95% dos inquiridos afirmaram que é fundamental utilizar tecnologias devidamente testadas por especialistas da indústria – um número bastante superior ao dos inquiridos que considerou que é importante a marca das tecnologias (73%), o local onde é adquirida (70%) ou onde foram produzidas (61%).

O estudo demonstra também que os inquiridos preferem utilizar tecnologias cujo funcionamento tenha sido previamente testado, ao invés de tecnologias completamente novas; e que só 52% considerou ser importante utilizar as tecnologias mais recentes. Já 95% consideraram ser essencial que o funcionamento das tecnologias tenha sido previamente testado.

Quando questionados sobre qual a principal razão pela qual a tecnologia deve ser fiável, 61% dos inquiridos considerou que a segurança é a sua maior preocupação. A facilidade de utilização foi o segundo fator elencado (11%).

Nuno Silva, Chief Test Engineer da CRITICAL Software, afirma: “Apesar de todos os desenvolvimentos tecnológicos impressionantes a que temos vindo a assistir, as pessoas ainda parecem ter preocupações com a fiabilidade da tecnologia que utilizam no seu quotidiano. A pressão para lançar novas tecnologias pode, por vezes, colocar em risco a fiabilidade das mesmas. O problema é que há cada vez mais tecnologias a tornarem-se críticas no nosso quotidiano e com impactos evidentes na nossa segurança. Por isso mesmo, as consequências de não as testarmos adequada e previamente podem revelar-se catastróficas. ”

95% dos inquiridos afirmaram que qualquer forma de certificação de segurança tem importância no momento de avaliarem a fiabilidade da tecnologia. Uns significativos 91% referiram mesmo que os preocuparia utilizarem tecnologias sem qualquer certificação.

Por comparação, 50% dos inquiridos considerou que um preço elevado lhes oferece poucas garantias sobre a fiabilidade de uma tecnologia. Já 71% dos inquiridos afirmaram que ter celebridades a recomendar produtos tecnológicos é pouco importante para os persuadir sobre o nível de fiabilidade de uma tecnologia.

Nuno Silva, da CRITICAL Software, acrescenta: “cada vez mais a tecnologia é utilizada para suportar sistemas importantes. Por exemplo, os carros mais modernos têm embebidos sistemas complexos que são responsáveis pela segurança de condutores e passageiros; os bancos recorrem a tecnologias de segurança avançadas para protegerem os seus sistemas online e assim acautelarem os dados e as operações dos seus clientes e os seus negócios. À medida que aumenta o impacto que as tecnologias têm nas nossas vidas, também se torna mais decisivo assegurar o seu nível de fiabilidade.”

Quando questionados sobre o futuro, 42% dos inquiridos pelo estudo revelaram acreditar que a tecnologia se irá tornar mais fiável, 42% consideraram que permanecerá no mesmo patamar; e apenas 6% considerou que a tecnologia será menos fiável. 10% afirmaram que não têm a certeza.

Saiba mais sobre como garantir que a tecnologia é devidamente testada em: testyourtech.net.

Sobre a CRITICAL Software
A CRITICAL Software é uma empresa global, especializada no desenvolvimento de soluções de software e serviços de engenharia de informação para o suporte de sistemas críticos orientados à segurança, à missão e ao negócio de empresas.  Opera nos mercados mais maduros de setores civis e não-civis como a aeronáutica, espaço, defesa, segurança interna, transportes, telecomunicações, finanças e energia, entre outros.

Fundada em Portugal em 1998, a CRITICAL Software tem sede em Coimbra, escritórios em Lisboa e Porto e marca presença, através de subsidiárias, no Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos da América, Brasil, Moçambique e Angola.

Veja Também

Plataforma informática de apoio ao autocaravanismo no Algarve

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve) apresenta o novo sítio …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *