Home / Economia & Emprego / Economia / Procura-se “Artesãos do Século XXI”

Procura-se “Artesãos do Século XXI”

O Projeto “TASA: Artesãos do Século XXI” vai dar início a mais uma formação, esta sobre a “arte dos entrelaçados” com o objetivo de “contribuir para a capacitação e instalação de novos artesãos” e “valorizar as artes tradicionais do Algarve”.

“Transmitir conhecimentos nas artes dos entrelaçados a uma nova geração de artesãos, através de um programa intensivo no qual as técnicas base para desenvolver competências na área da cestaria (cana), empalhamento de cadeiras e entrelaçados de palma (empreita, “malha” e palhinha)” serão desenvolvidas é um dos objetivos deste programa que conta com o apoio da Câmara Municipal de Silves.

Está previsto que alguns dos novos artesãos possam integrar a equipa do Projeto TASA, “dando-lhes a possibilidade de colaborar no desenvolvimento de produtos que aliem a produção artesanal à inovação e de participar em atividades criativas relacionadas com o turismo e a arte”.
Os aprendizes terão um ciclo inicial de formação nas várias técnicas e, posteriormente, deverão escolher uma de duas especializações. As sessões decorrerão maioritariamente nas oficinas dos artesãos na área de Loulé (empreita), zona de Castro Marim (cestaria) e Alcoutim (palhinha). Poderá haver necessidade de realizar algumas sessões, pontualmente, fora destes concelhos, mas sempre na região do Algarve.
As sessões realizam-se às quintas-feiras, sextas-feiras e sábados, de 8 de fevereiro a 31 de maio.

O Projeto TASA tem inscrições abertas até ao próximo dia 15 de janeiro. As inscrições podem ser feitas no site do projeto:www.projecto.tasa.com. Mais informações através dos contactos: 289 416 198 / 92 638 55 86 ou mail@proactivetur.pt.
Recorde-se que a última formação promovida pelo Projeto TASA, incidiu sobre “A arte do latoeiro” e foi realizada em S. Bartolomeu de Messines.

Veja Também

Apoios para a reabilitação urbana em Messines e Alcantarilha

A Câmara Municipal de Silves divulgou, em sessões públicas realizadas em São Bartolomeu de Messines …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *