Entrevista a Rosa Palma, candidata da CDU à Câmara Municipal de Silves

Rosa Palma

Candidata da CDU à Câmara Municipal de Silves

1-  Quais as razões da sua candidatura?

Encaro a minha candidatura no quadro da CDU como cumprimento de um dever cívico e o prosseguimento de uma missão de serviço público em prol das nossas populações, perante a necessidade de consolidar o volumoso trabalho que tem sido realizado nos últimos 8 anos. É desafiante concretizar os projetos inovadores e pioneiros em curso, como são os casos, nomeadamente, da criação da Área Marinha Protegida de Interesse Comunitário no litoral, do Geoparque Algarvensis no interior ou do Centro Interpretativo do Lince Ibérico, na encosta norte do castelo de Silves. É pois fundamental continuar com o projeto autárquico da CDU, porquanto existe uma carteira de projetos, uns concluídos, outros em elaboração, obras por lançar, obras em curso, desafios do presente e do futuro por abraçar e objetivos por concretizar, e porque temos dado provas que reunimos espírito de missão e conhecimento aprofundado da temática autárquica, porque sabemos por e para onde ir e porque temos uma ideia e um rumo, uma visão global e integrada do nosso território e linhas de orientação estratégica. São estas as razões da minha recandidatura à Presidência da Câmara Municipal de Silves, para consolidar o concelho de Silves, da Serra ao Mar, no caminho do progresso e do desenvolvimento, transformando-o numa terra melhor para se viver e trabalhar.

 

2- Que balanço faz do mandato que terminou? (O melhor e o pior)

Faço um balanço muito positivo, que é demonstrado, sobretudo, pelo extraordinário nível de investimento realizado (mesmo em tempo de pandemia), pela quantidade e qualidade das atividades desenvolvidas, como pela adoção de várias medidas de política municipal que têm sido fundamentais para o progresso do nosso território. Destacamos a política fiscal amiga do contribuinte e do investidor, o ordenamento do território com a aprovação do PDM de 2.ª geração (o primeiro no Algarve), que abre o caminho do desenvolvimento económico e sustentável do concelho de Silves, a elaboração e implementação das Áreas de Reabilitação Urbana (Silves, S. B. Messines, Alcantarilha, Algoz e S. Marcos da Serra), direcionadas para a reabilitação do edificado e dinamização do investimento, a implementação do regulamento municipal de apoio social, o projeto inovador das Hortas Comunitárias, a adoção de políticas fiscais verdes, a desburocratização e simplificação dos procedimentos administrativos e o combate à pandemia de Covid-19.

A obra feita é visível em todas as freguesias do concelho de Silves. Tentarei fazer uma breve síntese dos últimos 4 anos.

Na Freguesia de Silves: Reabilitação do Centro Histórico de Silves – 3.ª fase, Requalificação do Jardim do Largo da República, Otimização Energética das Piscinas Municipais, Construção de amplo Ginásio nas Piscinas Municipais, Abastecimento de Água ao Odelouca, Instalação de Condutas de Abastecimento de Água e Saneamento sob a Ponte Nova, Reabilitação do Parque Infantil da Zona Ribeirinha, Ligação da Avenida António Sérgio à Caixa d´Água, Requalificação da Urbanização Silgarmar (EN 124-1), Substituição dos Candeeiros na Baixa da cidade, diversas pavimentações – Acesso à Rotunda da Estação, caminho da Franqueira de Baixo – 2.ª fase e Caminho da Amendoeira, entre outras.

Decorrem as obras de Remodelação/Ampliação da EB1 de Silves, a Requalificação do Mercado Municipal de Silves, a Requalificação da Rua Atrás dos Muros, a Reabilitação da Casa do Forno para Casa-Mãe dos Vinhos e a pavimentação do caminho de Vale da Vila.

Na Freguesia de S. B. de Messines: Parque de Feiras, Mercados e Outros Eventos, Terminal Rodoviário, Área de Serviço de Autocaravanas, Extensão da Rede de Abastecimento de Água ao Benaciate e Lavajo (15 km de conduta), Zimbreira, Joinal e Mouricão (em curso), Beneficiação do Acesso Poente a S. B. de Messines, Reabilitação da Rua Manuel Teixeira Gomes, Repavimentação de Arruamentos na Portela de Messines e Messines de Baixo, Repavimentação da Estrada da Ribeira de Arade, Pavimentação do Caminho do Corgo às Mogas. Por iniciar encontra-se a Requalificação do Mercado Municipal.

Na Freguesia de Armação de Pêra: Construção da Sede da Junta de Freguesia, Requalificação do Parque Urbano Nascente – 1.ª fase, Remodelação da Avenida Humberto Delgado à Rua Maria J. Correia, Requalificação dos Arruamentos e Infraestruturas na Urbanização TAT, Pavimentação de Caminhos no Vale do Olival/Quintão, Canelas, Parque de Campismo, CM 1279/VNC3/VNC4, Renovação do Parque Infantil junto ao Casino, Requalificação Urbana das Ruas da Baixa – 1.ª fase (em curso), Ecovia do Litoral Sul (por iniciar).

Na Freguesia de S. Marcos da Serra: Criação de Espaço Multiusos, Reabilitação da Estrada do Boião/Azilheira e das duas Aldeias, e Criação da Área de Serviço de Autocaravanas, Pavimentação do caminho de Vale da Horta (em curso).

União de Freguesias de Algoz/Tunes: Pavimentação do Troço entre a Junta de Freguesia e o Jardim de Infância, Repavimentação da Estrada de Acesso à Ribeira Alta, Pavimentação de Caminho da Ribeira Baixa/Ribeira Alta, Instalação de 2 Conjuntos Semafóricos e Lombas, Abastecimento de Água às Ferrarias, Pavimentação do Caminho das Assumadas, Construção do Polidesportivo de Tunes – 2.ª fase (em curso).

União de Freguesias de Alcantarilha/Pêra: Criação do Parque de Feiras de Alcantarilha, Parque Infantil de Pêra, Rede de Saneamento do Malhão, Pavimentação e Abastecimento de Água no Sítio das Casas, Pavimentação de Arruamentos em Alcantarilha e Pêra, Pavimentação da Quinta do Rogel, Pavimentação do Caminho de Ligação de Montes Raposos à EN269, Pavimentação do Caminho da Boavista, Remodelação da EB 1 de Alcantarilha (em curso), Requalificação do Largo 1.º de Maio (Pêra) e das Ruas Alexandre Herculano e Almeida Garret (por iniciar), Reabilitação do Antigo Mercado de Alcantarilha para Eventos Culturais (em concurso público). Na cultura e património realçamos a forte dinâmica de vários projetos, alguns deles, realizados de forma descentralizada: Feira Medieval, Silves Medieval (2021), Lado B, Sunset Secrets, Jazz nas Adegas, Silves – Capital da Laranja, Festivais de Música, espectáculos de Jazz e Teatro, actividade editorial, ciclos de cinema, colóquios, workshops, Silves Alegria do Natal, 25 de abril, Dia do Município, as comemorações imponentes do 190.º aniversário de João de Deus com a presença do Presidente da República, intervenções de restauro, etc. Na Educação salientamos os apoios prestados às famílias, assegurando os transportes escolares (1,1 milhão de euros em 2020/2021), a oferta de 400 tablets, a comparticipação nos passes escolares (50%) e nas refeições ou a atribuição de Bolsas de Estudo. Foram significativos os apoios sociais em tempo de pandemia de Covid-10.

Como aspeto negativo aponto a estagnação do projeto de Desassoreamento do Rio Arade e da construção do Estabelecimento Prisional Regional na Portela de Messines, ambos da responsabilidade do Governo, ou os concursos públicos desertos por dificuldades das empresas e da escassez de mão-de-obra.

 

3 – Que prioridades define para a sua atuação, em termos do concelho, caso seja eleito?

Definimos 33 linhas de orientação estratégica (desde 2014) que abarcam os vários domínios da política autárquica. Considerando que os recursos nunca são suficientes para resolver as necessidades da população, há que priorizar os investimentos e as atividades. Enunciamos algumas das principais prioridades: requalificar, ampliar e modernizar as infraestruturas urbanísticas básicas (redes de água, saneamento e pluviais), intensificar o combate às perdas de água através da aplicação do plano estratégico estabelecido a 10 anos, combatendo as alterações climáticas, persistindo na eficiência energética e hídrica, prosseguir com as boas práticas ambientais, dando como exemplo os projetos pioneiros da compostagem doméstica e comunitária, a recolha de biorresíduos, a instalação de ilhas ecológicas e contentores green bee, a campanha “Lixo 0–Ambiente 100”–serviço de recolha de monos e resíduos verdes, a vermicompostagem – visando a diminuição da pegada ambiental, melhorar a rede viária, aperfeiçoar o sistema de limpeza e higiene pública, intervir na requalificação do espaço público, preservar e valorizar o património, aprofundar as políticas sociais, prosseguir com a aposta na Cultura, Património, Educação e Habitação, aprofundar os apoios ao movimento associativo e às corporações de bombeiros, aplicar incentivos e captar investimento para o concelho, dinamizar a economia local, promover os produtos locais (laranja, vinhos, entre outros), promover uma administração autárquica cada vez mais moderna e eficiente, privilegiando o digital e promovendo o acesso on-line, facilitando a interação com cidadãos e empresas, etc.

Como princípio básico de atuação, preservaremos a estabilidade e equilíbrio das finanças públicas locais, aproveitando ao máximo os fundos externos, planeando e fazendo uso de uma gestão orçamental eficiente, tendo sempre presente uma visão integrada do território.

Trabalhamos com e para as pessoas. Sabendo ouvir num espírito de diálogo e partilha, promovendo a democracia participativa, sobretudo, respondendo positivamente aos seus anseios.

4 -Indique uma prioridade para cada freguesia.

Silves – Desassoreamento do Rio Arade; S. B. de Messines – Requalificação do Centro Histórico da Vila; Armação de Pêra – Requalificação Urbana da Baixa de Armação de Pêra – 1.ª e 2.ª fases (obra de combate às cheias); S. Marcos da Serra – Construção do Parque Urbano de Lazer; União de Freguesias de Alcantarilha/Pêra – Reabilitação da Rua Alexandre Herculano e Rua Almeida Garret (Pêra) e a Reabilitação do Antigo Mercado de Alcantarilha para Eventos Culturais; União de Freguesias de Algoz/Tunes – Construção da Variante ao Perímetro Industrial do Algoz e o Arranjo Urbanístico do Largo da Estação.

 

5 – Complete a frase: “Desejo que o concelho de Silves …”

Desejo que o concelho de Silves prossiga na senda do desenvolvimento sustentável, desde a Serra ao Mar, tornando-se cada vez mais atrativo, dinâmico, moderno, competitivo, resiliente e coeso.

 

Rosa Palma

Veja Também

Câmara de Silves investe nos recreios das escolas do 1º ciclo

As escolas do 1º ciclo de Tunes, Amorosa, Armação de Pêra e São Marcos da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *