PCP organizou uma Tribuna Pública sobre o reforço do SNS

O PCP organizou uma Tribuna Pública sobre o reforço do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que decorreu em Portimão, no dia 17 de dezembro.

Nesta sessão foram referidas as “mais de 50 propostas para o Orçamento de Estado” que o PCP apresentou e destacadas as “23 que foram aprovadas e que são um importante contributo para assegurar a prestação de cuidados pelo SNS, nomeadamente:

– reforço as unidades de saúde pública com mais cerca de 500 profissionais.
– reforço de camas e equipas de cuidados intensivos, mais 409 e contratação de 47 médicos.
-subsídio extraordinário de risco para profissionais em funções ou atividades, tendo em conta o risco de contágio com COVID-19.
– medidas de recuperação de consultas nos cuidados de saúde primários.
– contratação de 935 médicos, 630 enfermeiros, 465 assistentes técnicos e 110 assistentes operacionais.
– alargamento dos incentivos aos médicos para se instalarem em zonas carenciadas.
– investimento na requalificação e construção de extensões e centros de saúde.
– implementação do laboratório nacional do medicamento.
– reforço da formação médica especializada.

Para o PCP, a “crise está a potenciar uma deterioração dos níveis de saúde dos Portugueses, sendo o desemprego, a pobreza e condições de vida insalubre fatores facilitadores e potenciadores de doença” e só o SNS “está em condições de garantir o direito à saúde de todos e não uma lógica economicista da gestão da saúde pelos grupos económicos que operam no sistema nacional de saúde.”
“Combater a epidemia e reforçar o Serviço Nacional de Saúde é o elemento central da ação e iniciativa que o PCP está a desenvolver”- conclui este partido.

Veja Também

Praias do Concelho com Bandeira Azul e Praia Acessível

As Bandeiras Azuis estão, desde o início da semana, hasteadas nas praias do concelho, de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *