Home / Sociedade / Política / CDS quer que se estude a população de javalis em Portugal e que se crie um seguro para agricultores lesados

CDS quer que se estude a população de javalis em Portugal e que se crie um seguro para agricultores lesados

O CDS-PP quer que o Governo elabore um estudo sobre a distribuição territorial da população de javalis em Portugal, que promova um seguro para culturas agrícolas que abranja estragos com animais selvagens e que implemente medidas para valorização da carne de javali.

Segundo a informação divulgada por estes partido, os deputados do CDS-PP entregaram na Assembleia da República dois Projetos de Resolução recomendando  ao Governo que:

«Promova a criação de um seguro para as culturas agrícolas que abranja estragos com animais selvagens, de modo a permitir o ressarcimento dos agricultores e produtores florestais dos prejuízos provocados por javalis;
Abra um aviso específico do PDR2020 para apoio a investimentos na aquisição e instalação de infraestruturas de proteção de culturas agrícolas de ataques de javalis e outras espécies de caça maior;
Promova uma campanha de sensibilização à população e tome outras medidas necessárias à promoção da carne de javali, com vista à sua valorização e ao acréscimo do seu consumo com segurança;
Face ao crescimento das populações de javalis junto a áreas urbanas, onde a caça está proibida e onde é inevitável o contacto com as populações, promova uma campanha de informação pública, quer quanto aos perigos quer esclarecendo as populações sobre as medidas a tomar.
e:

A elaboração imediata de um estudo sobre a densidade, dimensão e distribuição territorial da população de javalis em território nacional, e que para tal recorra ao recém-criado Centro de Competências para o Estudo, Gestão e Sustentabilidade das Espécies Cinegéticas e Biodiversidade;
Que assegure o financiamento deste estudo através de um reforço das verbas afetadas ao Fundo Florestal Permanente, com base nas receitas em licenciamento de caça;
Que implemente as necessárias medidas, legislativas ou outras, por forma a, com urgência, delinear estratégias para a elaboração de um plano ágil de redução e controlo a longo prazo da população de javalis em território nacional, de acordo com a legislação ambiental nacional e da União Europeia, incluindo os requisitos de proteção da natureza;
Que, face ao aumento dos casos de Peste Suína Africana e ao seu alastramento para sul do continente europeu, atualize e intensifique todos os mecanismos de prevenção da doença, nomeadamente nos sectores agrícola e ambiental, utilizando para tal todos os meios ao seu dispor, e que proceda da mesma forma relativamente às zoonoses;
Que dote a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas de instrumentos financeiros capazes para promover campanhas eficazes na prevenção da PSA, incluindo formas de sensibilização da população em geral e de determinados grupos de risco em particular.»

Veja Também

Cristóvão Norte considera que médicos tarefeiros deviam ser a exceção

Após ter sido tornado público que o Centro Hospitalar Universitário do Algarve foi a instituição …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *