Home / Vida / Saúde & Bem Estar / Combater o isolamento de idosos através do “Helphhone Assistência 24h”

Combater o isolamento de idosos através do “Helphhone Assistência 24h”

Um botão que se aciona com facilidade permite contactar com serviços de apoio – este é o princípio do serviço “Helpphone Asssistência 24” que a Câmara de Silves está a disponibilizar a pessoas com mais de 65 anos que vivam isoladas.
O aparelho do “Helpphone Assistência 24h” dispõe de um botão que permite com facilidade acionar os serviços de apoio, transmitindo a chamada à unidade base, na qual o utente é reconhecido imediatamente pelo operador, uma vez que dispara no monitor central toda a informação referente à pessoa que dispõe do aparelho. O operador atende a chamada e estabelece comunicação por voz com o utente, tomado conta das suas necessidades e atuando em conformidade.
Com este serviço, a pessoa idosa e isolada pode gozar de mais alguma segurança e tranquilidade, ao mesmo tempo que preserva a sua autonomia.

A Câmara Municipal de Silves tem vindo a desenvolver este projeto, através do sector de Ação Social, há já algum tempo, mas “nesta nova fase, fará um investimento de 7136,00 € + IVA anual, para continuar a ajudar a população idosa, que necessita deste tipo de apoio”, informa.
Em comunicado, é citada a presidente da Câmara, Rosa Palma que afirma que: “este é mais um investimento que a autarquia faz, para que a qualidade de vida dos nossos seniores seja cada vez melhor”. “Queremos estar presentes de diversas formas: através do desporto, da cultura, com os Polos de Educação e, também, ajudando aqueles que têm maiores problemas de isolamento, colaborando para que a sua segurança seja reforçada”, salienta a autarca.

Para adquirir o aparelho Helpphone a pessoa idosa necessita de ter idade igual ou superior a 65 anos e viver em situação de isolamento. Para efetuar o pedido deste equipamento, basta contatar o setor de Ação Social da CMS.

Veja Também

Diagnóstico atempado podia evitar 60 por cento dos casos de perda de visão

Um estudo realizado pela Universidade Nova de Lisboa revela que dos mais de dois milhões de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *