Home / Vida / Pessoas / Abertas as candidaturas para Rota Solidária 2018

Abertas as candidaturas para Rota Solidária 2018

Estão abertas as candidaturas para a Rota Solidária edição 2018, da Rota do Petisco. A iniciativa, promovida pela Associação Teia D’Impulsos, é dirigida a associações sem fins lucrativos, com sede ou área de influência nos concelhos que integram a Rota do Petisco 2018.

Esta edição terá entre as suas entidades parceiras a Câmara Municipal de Silves.

Trata-se de uma ação promovida anualmente visando apoiar projetos que têm como objetivos a atenuação de situações sociais prioritárias, promovendo a melhoria da qualidade de vida de pessoas socialmente desfavorecidas, a integração de comunidades em risco de exclusão social e a promoção do empreendedorismo social, através de projetos que se revelem sustentáveis.

As candidaturas deverão ser efetuadas até ao dia 30 de abril de 2018.

O regulamento e a ficha de inscrição poderão ser encontradas no site www.rotadopetisco.com. Mais informações poderão, também ser recolhidas através do email info.rotasolidaria@gmail.com.

A Rota Solidária teve a sua primeira edição em 2013, tem como objetivo a angariação de 1€ por cada passaporte adquirido pelos participantes na Rota do Petisco. O montante adquirido pela doação resultante da aquisição dos passaportes reverterá, na totalidade, para apoio a projetos e iniciativas que pretendam criar impacto social.

A Rota do Petisco é um projeto de cariz cultural e recreativo dinamizado pela Associação Teia D’Impulsos, envolvendo diversos estabelecimentos de restauração dos concelhos Aljezur, Castro Marim, Lagoa, Portimão, Monchique, Albufeira, Faro, São Brás de Alportel, Olhão, Vila do Bispo e Lagos e, também, Silves.

Os participantes na Rota do Petisco são convidados a percorrer os diversos estabelecimentos aderentes, guiados através do passaporte da Rota, no qual estão identificadas todas as paragens e a respetiva ementa especial confecionada para o evento.

Veja Também

Diagnóstico atempado podia evitar 60 por cento dos casos de perda de visão

Um estudo realizado pela Universidade Nova de Lisboa revela que dos mais de dois milhões de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *