Home / Economia & Emprego / Economia / Compal tem bolsas de 20 mil euros para empreendedores frutícolas

Compal tem bolsas de 20 mil euros para empreendedores frutícolas

Estão abertas as inscrições para as candidaturas à quarta edição da Academia do Centro de Frutologia Compal que “pretende fomentar a inovação na fruticultura nacional e estimular a colaboração e criação de parcerias para o desenvolvimento de novos negócios”.
Até ao dia 18 de fevereirCartaz Academia 2016. siteo estão abertas as candidaturas em: www.centrofrutologiacompal.pt.

Podem candidatar-se empreendedores que pretendam criar ou expandir o seu negócio frutícola. Os seus projetos devem incidir em, pelo menos, uma das seguintes frutas: Alperce, Ameixa, Ameixa Rainha Cláudia, Cereja, Clementina, Diospiro, Figo, Laranja, Limão, Maçã, Melancia, Melão, Meloa, Marmelo, Pêssego e/ou Pera Rocha.

Do total de candidaturas submetidas, serão escolhidos os projetos de 12 empreendedores para participar na Academia. Os três melhores projetos finais recebem uma bolsa de 20.000€.
“Para responder às necessidades da nova geração de empresários agrícolas, a edição 2016 da Academia do Centro de Frutologia Compal terá um programa de formação mais robusto, reflexo da preocupação com o reforço de alguns módulos, entre os quais o de marketing. Fruticultura, gestão agrícola, associativismo, tecnologia e sustentabilidade são alguns dos módulos em sala que se mantêm, assim como a forte aposta na formação prática através de sessões em terreno. Para além da formação teórica e prática, estes empreendedores terão ainda oportunidade de integrar uma rede de networking, abrindo portas para novas colaborações e parcerias”, afirma a organização.
“Esta iniciativa surgiu em 2012 para colmatar as principais necessidades identificadas no setor agrícola, entre as quais a crescente aposta da nova geração de empresários agrícolas no reforço das competências de gestão” afirma José Jordão, presidente do Centro de Frutologia Compal.
“A Academia é composta por vários membros que apoiam e participam nesta iniciativa, entre os quais entidades do setor agrícola, instituições académicas, organizações de produtores, instituições bancárias, empresas de tecnologias e energia”.

PartilharShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Email this to someonePin on Pinterest0

Veja Também

DECO informa: Que direitos tenho caso o meu voo atrase ou seja cancelado?

Delegação Regional do Algarve CONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR / DECO “Que direitos tenho caso o meu …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *