Página Aberta

PÁGINA ABERTA: Piloto, meu herói

À ternura que habitava nos corações dos meus avós. Piloto meu Herói Tinha eu 4 anos e nunca tinha tido um animal doméstico. Agora estava de férias na Metrópole – Portugal Continental – em casa dos meus avós paternos que eram agricultores e tinham montes de animais: cão, gato, porcos, galinhas, uma mula com carroça e tudo, e imaginem… uma vaca com bezerro! Uhau! Olhava eu, para todos eles de olhos esbugalhados. Eu agora tinha um jardim zoológico só para mim, os animais eram meus amigos e mais incrível ainda, vivíamos todos juntos, cada um nos seus aposentos. Uhau! Imaginem …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: O COVID-19 e a Globalização

Tenho esperança que a crise que estamos a viver, que jamais tínhamos experienciado e só comparável à da Peste Negra do longínquo século XIV, irá deixar sequelas nas mentes colectivas e, designadamente, na própria Economia e modo de produção dos países. Dito de outro modo, presumo que nada irá, depois, ser como dantes. Subordinada ao mesmo tema da pandemia do Covid-19 e suas consequências nas famílias, no país e no mundo, ouvi a entrevista concedida pelo General Ramalho Eanes à jornalista Fátima Campos Ferreira. Durante a mesma, o general, na sua qualidade de cidadão e apesar da sua formação castrense, …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: As últimas tangerinas

As últimas tangerinas As últimas tangerinas ficaram por apanhar confundem-se com a impossibilidade de brevemente regressar No velho quintal esquecidas ficaram por saborear Nas tangerinas de Silves, pai ainda mora a doçura do teu olhar Tarda este mal em passar Cuida-se da vida, que se quer recolhida Morre a possibilidade de amar ao abraçar Maldito tempo este, de vida tolhida Ergo o anseio de novo o café contigo partilhar Mas na leveza do teu corpo envelhecido a vida foge e eu tardo Dedicado ao meu pai e ao maldito vírus que nos impede de o ver neste ano da desgraça …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: Inventário

INVENTÁRIO “Inventário dum caminho – que estas mãos compreendem, que os olhos sublinham, legível aos pés. Supérfluo o vestuário, o homem respira – um tronco e a terra aberta em palma. Maciço e transparente, tudo o penetra e tudo se absorve e se transmite na ligeireza vasta. A resposta seria um sorriso – a simpatia de uma respiração fraterna. O rosto na amplitude – reconquista a sua dimensão generosa. Não há música, mas o que se vê é excessivo e ondula na imobilidade. Um galo canta do fundo do horizonte, à flor da terra, em nós mesmos.” Inventário, de António …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: Texto de Opinião sobre o coronavírus

A 31 de dezembro de 2019 a OMS (Organização Mundial da Saúde) foi informada da ocorrência de um surto de pneumonia de causa desconhecida na cidade de Wuhan pela Comissão Municipal de Saúde da mesma. As autoridades rapidamente procuram perceber a causa da doença e a 7 de janeiro de 2020 identificaram-no como um novo coronavírus que são uma larga família de vírus que vivem noutros animais (por exemplo, aves, morcegos, pequenos mamíferos) e que no ser humano podem causar doenças respiratórias, popularmente designasse por coronavírus, mas cientificamente covid19. A maioria dos primeiros casos identificados eram em pessoas que tinham …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: Poema “Covid-19”

COVID-19 Era uma vez uma doença que foi posta assim na rua não valeu qualquer crença ela não é minha nem é tua as pessoas passaram a ter tempo para na sua casa própria estar sofrem pensando neste tormento e nem se devem muito aproximar a compra do papel é uma loucura que leva ao extremo das pessoas já não há nada do que procura sejam elas as piores ou as boas este vírus que também é mortal e não há aqui qualquer sensatez conseguiu trazer para Portugal outro vírus que é o da estupidez tudo o que se vê …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: Alunos, professores e pais em casa. E agora?

Alunos, professores e pais em casa. E agora? Temos levado anos a pensar, a experimentar, a tentar implementar as novas tecnologias no ambiente escolar. Como em tudo, há uns que vão na frente e outros atrás. Dos que vão na frente e, por algum motivo estão ligados a esta terra ruiva de São Bartolomeu de Messines, conheça-se o exemplo do projecto MILAGE (MathematIcs bLended Augmented GamE) (http://milage.ualg.pt/?page_id=556) no campo da matemática, liderado pelo professor da Universidade do Algarve Mauro Figueiredo, que a todos inspira. Mas, de um dia para o outro, ficámos sem hipóteses. A adopção do digital passou a …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: Ai Silves…

Ai, Silves sobre ti que há a dizer? tudo e nada nada porque não faz falta porque a ti basta ser tudo porque foi aqui que por primeira sim, malta por vez primeira vi a Deusa da Feira e ela me viu a mim. Mais acima? de Silves no cheiro da esteva do resmono e da urze tempo duro viveu o meu pai na vida da serra como ele dizia carregando paus p’ra atar a cortiça sem um ai de casa saía do burro à rabiça ainda no escuro. A cortiça? em Silves que tanto deu e que tanto tirou …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: Não é a Terra que fala connosco, é a realidade

Sou biólogo. O meu trabalho incide sobre os impactos que as alterações climáticas e de habitat têm sobre a biodiversidade. Não sou minimamente místico, não sou crente, nada! Não me parece que seja particularmente útil o discurso de que “a Terra nos está a enviar uma mensagem”. Não é a Terra que fala connosco. É a realidade! As coisas são como são e as condições que permitem que a nossa espécie exista confortavelmente dependem de um equilíbrio ténue, que pode ser perturbado. Contra o pragmatismo da economia, que infelizmente tem prevalecido, devemos contrapor o pragmatismo da ciência. Não se conteve …

Ler Mais »

PÁGINA ABERTA: Suporte Básico de Vida

De acordo com o Instituto Nacional de Emergência Médica “a paragem cardiorrespiratória (PCR) é um acontecimento súbito, constituindo-se como uma das principais causas de morte em todo o mundo. O Suporte Básico de Vida aumenta substancialmente a probabilidade de sobrevivência da vítima quando iniciado nos primeiros minutos após a paragem cardíaca, e consiste essencialmente em duas ações: compressões torácicas e ventilações.” A metáfora do suporte básico de vida utilizada recentemente pelo ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira – “Temos de manter o suporte básico de vida para as empresas” – ilustra bem o impacto …

Ler Mais »