Home / Sociedade / Cultura / Exposição de Luís Liberato, na Casa Museu João de Deus

Exposição de Luís Liberato, na Casa Museu João de Deus

“Sopro Vital” é o nome da exposição de  pintura de Luís Liberato que estará patente ao público na Casa-Museu João de Deus, em S. Bartolomeu de Messines, de 1 a 31 de agsoto.

“A exposição baseia-se em registos de memórias com a contemporaneidade de técnicas mistas, deixando ao espectador a visualização do imaginário.”

Luís Liberato nasceu na Guiné no ano de 1955 e atualmente reside e trabalha em Lisboa. Desde 2010 que o artista expõe individualmente e coletivamente, ano em que passou a dedicar-se exclusivamente à pintura.

O artista plástico tem participado em várias exposições com destaque, tais como – o “Salão Convívio dos Artistas/Sócios” da Sociedade Nacional de Belas Artes, 2014; IX Bienal de Arte da Vidigueira, 2014; Exposição coletiva na Torre Branca em Milão, entre outras.

Ao longo deste percurso tem sido distinguido com vários prémios, destacando-se uma Menção Honrosa de Ouro no 3º Salão Internacional de Arte Galeria Aberta do Estoril, 2014; Medalha de Bronze na 2ª Arte Expo Internacional de Montemor-o-Velho, Medalha da Paz na 1ª Exposição Internacional de Artes e Letras do Coninter, Alandroal, Prémio Internacional de Pintura Creative 2014 na 3º Exposição Internacional de Artes e Letras do Coninter na Fundação Marquês de Pombal em Oeiras, Menção Honrosa na VIII Bienal de Arte da Vidigueira 2012 e IX Bienal de Arte da Vidigueira 2014.

É de salientar que o nome do artista plástico está presente na lista dos 100 artistas portugueses selecionados “Debut Contemporary & Portugal Now” Londres 2015, assim como recebeu o Prémio Especial (trabalho mais arrojado e inovador) CMTV da X Bienal de Arte da Vidigueira 2016 e está representado na Galeria Rastro na Figueira da Foz e Galeria Palpura em Lisboa, e no Painel políptico no Sindicato Independente da Banca em Lisboa.

Veja Também

Segurança Social em Messines, sem condições, afirma o PCP

O deputado do PCP, Paulo Sá, questionou recentemente o Governo sobre as deficientes condições de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *