Home / Sociedade / História & Património / “A História de Silves em Banda Desenhada” é apresentada em Silves

“A História de Silves em Banda Desenhada” é apresentada em Silves

“A História de Silves em Banda Desenhada” será oficialmente apresentada no próximo dia 10 de dezembro, pelas 15h, em cerimónia a decorrer nos Paços do Concelho, em Silves.

Serão intervenientes neste ato a presidente da Câmara Municipal de Silves, Rosa Palma, o presidente do Clube Português de Banda Desenhada, Pedro Mota, e o autor do livro, José Garcês, reconhecido ilustrador e pintor.banda-desenhada

“Nesta publicação, que ora se apresenta, é contada a História de Silves desde a sua génese até à atualidade, com um enfoque para a época moderna, terminando com a lenda das amendoeiras.

 

Merecem, ainda, destaque neste livro a indústria corticeira – pela sua importância na história de Silves – assim como algumas das figuras notáveis do concelho dos séculos XIX e XX, como Maria Keil, Francisco Vieira, Gregório Mascarenhas, Bernardo Marques, entre outras”, informa a Câmara Municipal.

De acordo com a presidente  Rosa Palma, a publicação desta obra por parte da autarquia é “um contributo muito importante para o enriquecimento da divulgação da História da cidade de Silves e do seu território”.

A cerimónia terminará com uma visita à exposição alusiva, patente no Museu Municipal de Arqueologia de Silves.

O autor:  José dos Santos Garcês

É ilustrador e pintor. Diplomou-se em desenho e artes gráficas (1946) pela Escola de Artes Decorativas António Arroio, em Lisboa. Nesse ano inicia a carreira de autor de Banda Desenhada (BD) entrando para a equipa do jornal “O Mosquito”.

A partir de 1946 colabora em mais de uma dezena de publicações dedicadas a crianças e adolescentes, editadas em Portugal. Desenha para várias editoras escolares, em livros de História, Geografia, Ciências, Português e Matemática, para os diferentes graus de ensino. Foi colaborador do jornal “O Século”, onde participou com desenhos para vários concursos e iniciativas. Participa numa monografia das Forças Armadas Portuguesas, com desenhos de uniformes militares, publicado pelo Ministério da Defesa em 1960. Desenha para várias Entidades como a Liga de Proteção da Natureza, CTT, Sociedade Nacional de Fósforos, “Revista de Turismo” e TAP.

Durante a década de 80 foi Presidente do Clube Português de Banda Desenhada, participando em colóquios e palestras em Escolas do País e ministrando cursos da sua área para alunos e professores.

Recebeu o Prémio do Centro Nacional da Cultura/Ministério da Juventude (1988). Convidado de Honra do Festival de BD de Lucca, Itália (1990), onde apresenta uma exposição sobre a História de Portugal. Medalha de Ouro de Mérito e Dedicação na área da BD concedida pelo Município da Amadora (1991).
Homenageado em Viseu 2015 pelo Grupo de Intervenção Cultural e Artística de Viseu ( GICAV ).
Em Março de 2016, Homenageado pelo Clube Português de Banda Desenhada (70 anos de carreira) e em Outubro de 2016, Prémio Dra. Maria Raquel Ribeiro pela carreira active após os 80 anos (Associação Portuguesa de Psicogerentologia).
É autor de Construções de armar em cartolina, de onde se destacam o “Mosteiro da Batalha”, “Mosteiro dos Jerónimos”, “Torre de Belém” e “Catedral da Guarda”.

Veja Também

Segurança Social em Messines, sem condições, afirma o PCP

O deputado do PCP, Paulo Sá, questionou recentemente o Governo sobre as deficientes condições de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *