Home / Uncategorized / Festival de Teatro – 1º Ato até 8 de dezembro, em Silves

Festival de Teatro – 1º Ato até 8 de dezembro, em Silves

Festival de Teatro site

Até ao dia 8 de dezembro está a decorrer em Silves, no Teatro Mascarenhas Gregório, o Festival de Teatro – 1º Ato.
Participam os grupos: Baal 17, Te-Atrito, Penedo Grande, Jodicus, Lendias d’Encantar, Krisalida – Associação Cultural do Alto Minho.
Este festival resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Silves e a Al Teatro, companhia sediada em Silves.

O primeiro espetáculo integrado nesta iniciativa aconteceu no dia 31 de outubro, com a apresentação da peça “Uma menina bem guardada”, de Eugène Labiche, pelo grupo Baal17.

Na semana seguinte subirá ao palco, a 7 de novembro, pelas 21h30, o grupo Te-Atrito, interpretando “Tó Poeta e Carvalho Marquês”, numa espécie de teatro ao desafio. O espetáculo será seguido de uma sessão de “Conversas do Teatro”, relacionada com a problemática da arte, entre os atores e o público presente, com o objetivo de suscitar a troca de ideias em palco.

No dia 14 de novembro, às 21h30, será a vez do Grupo de Teatro Penedo Grande subir ao palco com a farsa “A Porta”, de Rogélio Mena Gomes, numa sátira ao dinheiro e a todos os que vivem em função dele.

O grupo Jodicus trará, no dia 21, pelas 21h30, “A Mulher Ideal”, espetáculo que, a partir de um texto anónimo, conta as peripécias pelas quais passaram muitos dos homens dos finais do século XX.

O mês de novembro termina com a peça do poeta espanhol Federico Garcia Lorca “Yerma”, pelo Grupo de Teatro Penedo Grande, no dia 28, às 21h30. Escrita em 1934, é uma obra popular de caráter trágico, ambientada em Andaluzia, no início do século XX.

A 5 de dezembro haverá teatro para a infância, com o grupo Lendias d’ Encantar, e o espetáculo “Espantalhadas”. Neste dia haverá duas sessões, a primeira pelas 11h e a segunda, pelas 16h.

O Festival de Teatro – 1.º Ato termina no fim de semana de 7 e 8 de dezembro com a peça “Rei Laudamuco, senhor de nenhures”, interpretado pelo grupo Krisalida – Associação Cultural do Alto Minho. Esta peça apresenta a visão das estruturas de poder e dos seus recortes essenciais, feita não só pela perspetiva de quem tem o poder, mas também de quem o mantem e de quem está no poder. Uma denúncia da passividade perante a opressão e a tirania, a servidão e a escravatura moral e ética.

No dia 7 o espetáculo tem início pelas 21h30, e no dia seguinte às 16h30.

Como informa a autarquia de Silves “apenas os espetáculos do mês de novembro (7, 14, 21 e 28) terão ingresso pago, tendo um custo associado de 5 euros para bilhetes individuais (uma peça) e de 12 euros para bilhetes conjunto (quatro peças). Para estas peças poderão ser efetuadas reservas através do email cultura@cm-silves.pt ou do telefone 282440 800 (ext. 2722).
Para reservas e fornecimento de informações adicionais sobre os espetáculos de dia 31 de outubro e 5, 7 e 8 de dezembro deverá ser contactada a Al Teatro através do telefone 966982575 ou do email alteatro.c@gmail.com.”

 

 

PartilharShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Email this to someonePin on Pinterest0

Veja Também

Ana Rita Afonso expõe em Silves

Ana Rita Afonso apresenta os seus novos trabalhos numa mostra intitulada “Um Olhar sobre a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *