PCP divulga no Algarve o plano de emergência que propôs para o SNS

O PCP realizou,  a 28 de maio, por todo o País e no Algarve também, uma jornada nacional de contacto com utentes e profissionais de saúde junto dos hospitais, centros de saúde e outros serviços, visando a divulgação do Plano Nacional de Emergência para o Serviço Nacional de Saúde – SNS, que apresentou recentemente.

Como a vida demonstrou recentemente, afirma o PCP,  “o Serviço Nacional de Saúde revelou-se o único instrumento capaz de combater a epidemia do Covid-19. As populações algarvias tiveram a oportunidade de compreender que, por mais hospitais privados que se construam na região (financiados como sabemos com recursos públicos), por mais seguros de saúde que se possam contratar, é com o SNS e os seus profissionais que podem contar.

Quando está em marcha uma grande operação dirigida a partir dos grupos económicos do negócio da doença, dos seus representantes políticos e propagandistas, que sempre quiseram a destruição do Serviço Nacional de Saúde, é um imperativo nacional, em nome da saúde dos portugueses, exigir o reforço do SNS por forma a garantir em pleno o direito à saúde.

Hoje, está claro que o SNS não só mostrou uma elevada capacidade de realização da sua missão, como está em condições, caso sejam reforçadas as suas condições financeiras, técnicas e humanas, de manter simultaneamente o combate ao coronavírus e recuperar a actividade suspensa e manter a actividade regular.”

Entre outras medidas o plano de emergência apresentado pelo PCP comporta:

– “Reforço das transferências em 25% do Orçamento do Estado para o SNS.

– Recuperar até ao fim de 2020 todos os actos que ficaram em suspenso ou foram adiados em resultado da resposta ao surto epidémico: actos cirúrgicos, intervenções de diagnóstico e terapia oncológica, vacinações e exames, e consultas de saúde materna, de saúde infantil e juvenil.

– Reforço dos recursos humanos do SNS: através do lançamento no prazo de 30 dias de um processo de contratação; garantia dos direitos destes trabalhadores, valorizando salários e carreiras.

– Concretização da criação do Laboratório Nacional do Medicamento Avançar rapidamente com a concretização (até ao fim do mês de Julho de 2020), da decisão já tomada na Assembleia da República de criação do Laboratório Nacional do Medicamento.”

Veja Também

Concelho de Silves tem duas praias acessíveis a pessoas com mobilidade reduzida

Duas das 46 “praias acessíveis” no Algarve estão localizadas no concelho de Silves, em Pêra …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *