Home / Vida / Pessoas / Ministério Público da secção de Silves deduz acusação contra três arguidos

Ministério Público da secção de Silves deduz acusação contra três arguidos

O Ministério Público da secção de Silves do DIAP de Faro deduziu acusação para julgamento por tribunal coletivo contra três arguidos, pela prática de crimes de auxílio à emigração ilegal, extorsão, ameaça e ofensa à integridade física qualificada tentada.
Os arguidos têm idades compreendidas entre os 31 e os 51 anos de idade e são de nacionalidade indiana.

” Os factos tiveram início em 2015. Segundo a acusação, os três arguidos exigiam aos ofendidos, também originários da Índia e de países vizinhos, quantias entre os 1.500 e os 2.000 euros. Em troca, prometiam agilizar a legalização das vítimas junto do Serviço e Estrangeiros e Fronteiras bem como emprego e um lugar para residirem.
Nalgumas ocasiões, alguns dos arguidos exigiram o pagamento dessas quantias através de ameaças dirigidas às vítimas ou às suas famílias.”

Por estes factos, o Ministério Público “requereu também que a um dos arguidos fosse aplicada a sanção acessória de expulsão de Portugal.”
O inquérito foi dirigido pelo Ministério Público da secção de Silves do DIAP de Faro, com a coadjuvação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Veja Também

Diagnóstico atempado podia evitar 60 por cento dos casos de perda de visão

Um estudo realizado pela Universidade Nova de Lisboa revela que dos mais de dois milhões de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *