Home / Sociedade / Educação / Protesto marca início de ano letivo na Amorosa

Protesto marca início de ano letivo na Amorosa

O início do ano letivo foi marcado por um protesto junto à EB 1 da Amorosa, na Freguesia de S. Bartolomeu de Messines. Ontem ( dia 16 de setembro) os pais e encarregados de educação fecharam a escola com cadeado, em protesto contra a redução no número de professores, o que levaria a que uma única professora tivesse que lecionar para alunos de todos os anos de escolaridade, do 1º ao 4º ano. Uma situação que os pais consideram prejudicial para os seus filhos, como foi dito ao Terra Ruiva. O protesto incidiu ainda sobre “as más condições do recreio”.

Alunos da Amorosa - Foto de Helena Sousa
Alunos da Amorosa – Foto de Helena Sousa

 

No decorrer do protesto, deu-se a chegada de João Mourinho,  diretor do Agrupamento Escolas Silves que, após a realização de alguns contactos telefónicos, informou os pais presentes que até ao final deste mês iria ser colocada mais uma professora na escola, pelo que cada professora ficaria com dois anos de escolaridade, uma situação semelhante à do ano passado, como disse ao Terra Ruiva, uma das mães, Zélia Guerreiro.

Já sobre as referidas más condições do espaço exterior, o Terra Ruiva falou com o responsável do Sector de Educação da Câmara Municipal de Silves, que lembrou que a EB 1 da Amorosa foi alvo de melhoramentos significativos no interior da escola, no ano letivo passado. Quanto ao espaço exterior, disse que a Câmara tem efetivamente um plano para melhoria do mesmo, mas que a sua concretização tem estado a ser equacionada devido à incerteza quanto ao tempo em que a EB 1 da Amorosa continuará aberta,  já que é muito reduzido o número de alunos inscritos.

 

Veja Também

Festa religiosa em Armação de Pêra

Em Armação de Pêra irá decorrer a Festa em Honra da Nossa Senhora dos Aflitos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *