Arquivos Tags: Frederico Mestre

A COP26

Ouvimos, por estes dias, falar na COP26 ou 26ª Conferência das Partes. Reúne países, organizações não governamentais e cientistas, entre outros, para definir metas que minimizem os impactos humanos no clima, e decorre em Glasgow, na Escócia. Trata-se um tabuleiro político e diplomático, no qual se joga o nosso futuro comum. Devemos olhar de modo crítico para as ações dos líderes mundiais mais do que para as suas palavras. Serão, por estes dias, produzidos belíssimos e inspirados exemplos de oratória, mas não correspondem a políticas concretas e eficazes que ataquem o problema, visto que a situação continua a deteriorar-se. Podemos …

Ler Mais »

As estradas e os seus impactos na biodiversidade

As nossas paisagens são cortadas por estradas, ferrovias ou linhas elétricas. Estas são essenciais para a sociedade, transportando pessoas, bens e energia. No entanto, são também um obstáculo para animais que partilham as paisagens connosco. Os seus impactos são imensos e passam frequentemente despercebidos. As estradas, em particular, causam diferentes tipos de problemas para a fauna, sendo o mais direto a morte dos animais atropelados e a consequente redução das populações. No entanto, estas também cortam áreas de habitat e interrompem o movimento dos animais através da paisagem. Portanto os efeitos negativos caem numa de três categorias: mortalidade direta, perda …

Ler Mais »

Passadiços, pontes e baloiços

Passear na Natureza não é sair do nosso elemento. É, pelo contrário, voltar a casa. O ato de passear por entre árvores, ouvir o zumbido dos insetos e o canto da passarada relaxa o espírito. Andar pelo campo é pisar lama, arranharmo-nos nas silvas, ser picado por insetos ou molhar os pés na água gelada da ribeira. São esses pequenos desconfortos que me fazem sentir tão confortável. Confortável, porque são marcas de um dia bem passado, porque não acontece todos os dias. Recentemente, têm surgido inúmeras infraestruturas construídas nos nossos campos para, supostamente, promover o “turismo de Natureza”. São baloiços, …

Ler Mais »

Messines e o Penedo Grande

O Penedo Grande é uma formação imponente à escala local. Messines cresceu e desenvolveu-se aos pés do penedo, no vale. Muitas terras portuguesas surgiram deste modo, pequenos aglomerados de casas em vales férteis, e com mais acesso a água. Ao crescerem, estas terras acabam por ocupar os solos mais férteis dos quais os habitantes iniciais pretendiam tirar proveito. Foi o que se passou aqui. Quando falamos de património é fácil esquecermo-nos do património natural. As serras, a vegetação natural, a fauna que a percorre, tudo isso é património. Para mim, este enquadramento natural, o tipo de vegetação que encontramos, o …

Ler Mais »

Comunicar ciência na imprensa regional

O Terra Ruiva faz 21 anos. Vou aproveitar este espaço e este tempo para refletir um pouco sobre o que tem sido a minha colaboração, o que pretendo que ela seja e a relevância de se falar de ciência na imprensa regional. A imprensa regional tem um papel bastante relevante para as comunidades locais. Curiosamente, as redes sociais, com a sua propensão global, acabaram por contribuir para difundir esta imprensa nas comunidades locais e junto daqueles que deixaram as suas terras de origem. Os meios de comunicação difundem os seus conteúdos nas redes sociais e estes acabam por ter muito …

Ler Mais »

Um passeio no Percurso das Fontes Boião-Azilheira, com os animais da nossa serra

Há dias em que apetece sair de casa para um passeio no campo. O ar está fresco, o Sol espreita por entre as nuvens, o dia está perfeito. Ao sair do carro somos invadidos pelo cheiro fresco da vegetação, a passarada faz-se ouvir e os insetos esvoaçam de um lado para o outro na sua azáfama diária, ou percorrem carreiros ordeiramente, como se se tratasse de um exército. Pouco depois, sobre um muro de pedra, uma lagartixa-comum aquece o corpo nos primeiros raios de Sol, mas rapidamente se esconde. Ouve-se água correr à distância. Chegados à ribeira, umas quantas rãs-verdes …

Ler Mais »

As certezas e incertezas da ciência

Muitas vezes no discurso comum de todos os dias, e a respeito dos mais diversos assuntos, ouvimos dizer que “a ciência é ainda incerta!”. Pretende-se, assim, enfraquecer a posição científica. Diz-se que a ciência não está certa a respeito da eficácia das máscaras para conter transmissão de COVID-19, das causas das alterações climáticas e da própria existência de alterações, da teoria da evolução, etc. O processo científico, visto de fora, é percebido como frágil por quem pensa que a dúvida e a honestidade de admitir ignorância são negativas. É certamente mais simples procurar informação na internet, onde todos os tipos …

Ler Mais »

Biodiversidade, o que é e por que a devemos conservar

Biodiversidade. Para muitos, este é um conceito vago. Para outros, não significa nada, para além de algo que atrapalha o desenvolvimento económico. Outros ainda repetem esta palavra na esperança de aparentar preocupação ambiental. Mas o que é a biodiversidade? Para que serve? Deve servir para alguma coisa? A ideia mais comum é que “biodiversidade” é o conjunto de todas as espécies que existem no nosso planeta. Mas não é só isso. Biodiversidade é também toda a diversidade que cada uma dessas espécies encerra (a sua diversidade genética) e toda a diversidade de interações que estas espécies estabelecem entre si. Portanto, …

Ler Mais »

Desmascarar a poluição

A pandemia tem sido uma oportunidade para perceber um pouco melhor a sociedade e as pessoas que a constituem, e para analisar os seus sentimentos. Muitos dos sinais, acerca dos movimentos das sociedades, transparecem nas redes sociais. No início havia algum receio acerca deste vírus desconhecido. Depois as redes foram invadidas por um otimismo crescente, fundamentado na ideia de que perceberíamos, finalmente, que somos um grupo de indivíduos – a espécie humana – iguais, interdependentes e dependentes do planeta que habitamos. Viram-se imensas fotografias de animais a “regressar” a locais antes muito perturbados devido ao decréscimo da pressão humana (algumas …

Ler Mais »

Conhecer os nossos vizinhos naturais

Enquanto biólogo uma das coisas que me espanta mais é o enorme desconhecimento que o público em geral tem acerca das espécies animais que constituem a nossa fauna. Acho estranho porque, afinal de contas, são estes os nossos vizinhos. Quer queiramos quer não, quer o saibamos ou não, dependemos destas espécies, numa rede complexa de interdependências. Há tempos, falando para uma turma de crianças da primária fiz uma experiência para tentar saber se este fenómeno era verdadeiro, ou se era só a minha perceção. Será que as crianças tinham mais conhecimento acerca da fauna africana do que da nossa? Mostrei …

Ler Mais »