Home / Arquivos Tags: António Guerreiro

Arquivos Tags: António Guerreiro

E a Cultura

Como o tempo passa! Em 2009, em janeiro de 2009 (dois mil e nove), no tempo em que a Biblioteca Municipal de Silves ainda tinha atividades culturais, após a hora do jantar, assisti a uma conversa com a escritora Lídia Jorge sobre os livros que a tinham marcado. A escritora recordou a sua vivência de menina e moça no interior algarvio e o seu apego pelo Serviço de Bibliotecas Itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian e falou sobre um único livro (segundo a minha memória), um livro de Ernest Hemingway. Na época fiquei um pouco desiludido por não ter desfolhado um …

Ler Mais »

Silêncios

Este silêncio, alimentado pelos sons primaveris, há muito que não era escutado nos parques e nas ruas das cidades, nomeadamente na nossa cidade, para além dos quentes domingos de verão. Bem sei que entristece ver as ruas ainda mais desertas de gentes do que na normalidade dos dias, mas em contrapartida cresce um sentimento de humanidade, em todos nós, numa conjugação entre os sons vivos da natureza (até o vento tem um som mais audível) e a presença renovada (num possível engano dos meus olhos míopes) dos seres humanos. Ao fazer pequenos percursos pela cidade, encontro gente em silêncio como …

Ler Mais »

Aconteceu ABRIL

Nestes dias, tenho pensado sobre o reflexo dos significativos acontecimentos históricos e sociais na vida particular de cada um dos indivíduos, como seres únicos, dotados de particularidades não reveladas pela comunidade. Um só dia, com significado para uma comunidade, pode afetar para sempre a vida comunitária desse povo, mas também, de modo distinto, a vida singular de alguém, mesmo que essa influência não seja contígua, não seja consequência das imediatas horas, dos imediatos dias, dos imediatos meses. Quando eu era criança, a minha mãe, a minha avó, a minha tia avó, acreditavam que sempre houve ricos e pobres e que …

Ler Mais »

Conquista de Alvor

Conquista de Alvor (1189) Enviou naus, velas desfraldadas. A ria transbordou de fé, de raiva e de cobiça. O medo alagou os campos e a sede incendiou os víveres. Os homens, por Ele enviados, surgiram da água, desfigurando o futuro das gentes e dos haveres. O passado, intacto no saber e no sentir, é revisitado nos momentos em que se O pressente. Os homens glorificaram-se com as ruínas, saciando-O. António Guerreiro

Ler Mais »

Metropolitano de Silves

Nestes últimos meses, levantei-me cinco vezes, quase de madrugada, às sete da manhã, para ir para a porta do Registo Civil. A primeira vez foi para renovar o passaporte, a segunda para levantar o passaporte, a terceira foi para renovar o cartão de cidadão (ou de cidadania, para os/as mais inclusivos/inclusivas). Na quarta vez, segunda-feira de carnaval, deparei-me com a porta fechada, apesar da presença de um conjunto de resistentes, na esperança de resolverem os seus afazeres, com um anúncio de greve, em letras bem visíveis. Qual é a credibilidade do movimento sindical que só marca greves às sextas-feiras ou …

Ler Mais »

Retratos

Habituei-me a ver na parede de casa, uma fotografia antiga da minha mãe e da minha tia Elvira, aquelas fotos só com o busto das duas mulheres, mas não tinha ideia de que a referida foto era mais velha do que eu. Nascemos no mesmo ano, mil novecentos e sessenta e dois, mas certamente em meses diferentes e ela, a fotografia, nasceu primeiro, pois eu nasci quase no final desse ano. Esta foto, de duas das irmãs, associei-a a uma outra foto, minha e do meu irmão mais velho, naturalmente mais recente, mas ainda assim bastante antiga, provavelmente eu teria …

Ler Mais »

Laçarotes

Finda a época festiva, mas ainda a tempo de vos desejar um excelente ano de dois mil e vinte, interrogo-me sobre o valor da riqueza, particularmente sobre o índice do produto interno bruto, aquele valor que indica o quanto rico é um país. Claro que estou a reduzir um país à sua dimensão económica, o que é uma forma simplificadora de entender uma nação e um povo. A cultura, a natureza, a vida, a política, a felicidade, são outros fatores do entendimento do que é um país. Um país é uma complexidade de tudo, incluindo a economia, o social, o …

Ler Mais »

Nós Mastigamos Fome

O homem da bicicleta, sentado no paredão, olha para os barcos ou simplesmente para o vazio. Tudo em frente é oriente. Nas suas costas carrega África, desde esta linha fronteira entre a cidade de Maputo e o mar, o Oceano Índico (estive em Maputo, capital de Moçambique, antiga Lourenço Marques). O homem recorda as histórias do seu avô, da segregação de Mafalala (bairro de lata onde nasceu o Eusébio), que para trabalhar no porto ou nos caminhos de ferro tinha um salvo conduto para cruzar a fronteira entre o seu bairro de madeira e zinco (nas nádegas dos zincos, nas …

Ler Mais »

Síndrome do riso

Gosto da estética cinematográfica dos subúrbios mal iluminados, com prédios degradados e degradantes, com amontoados de lixo pelas ruas, com pichagens nas paredes, montras, transportes públicos, tudo está esteticamente pensado, no lugar certo, no grande plano da tela do cinema. O metro circula numa direção solitária, rasgando a cidade cinzenta de arranha céus, o autocarro transporta gente amargurada, preocupada com a sobrevivência diária, as ruas são a origem e o fim de tudo. Tudo começa nas ruas, tudo acaba nas ruas. É neste ambiente de exaltação da degradação urbana que acontece o filme Joker, de Todd Phillips, que conta com …

Ler Mais »

Cortina de Fumo

É com sentimento de fraude que vos falo sobre a ilusão dos cuidados de saúde em instituições privadas, salvaguardando todas as competências dos profissionais, mas não isentando os propósitos económicos e financeiros dos detentores do negócio da saúde. Como sabem, sendo professor numa escola pública, sou funcionário público e, por sua vez, tenho o sistema de saúde da ADSE, o qual tem as características de seguro de saúde para o utente, existindo muitos protocolos, com distintas entidades privadas de saúde, nomeadamente com hospitais e clínicas privadas que atuam na região algarvia. Como fiz um empréstimo de habitação a uma entidade …

Ler Mais »