Arquivos Tags: António Guerreiro

Um ordenado de mil pães

Como num voo aporto em pequenas memórias, sendo a principal a liberdade de um povo. A história era repleta de heróis, valentes reis e descobridores, o conhecimento livresco das oficiais histórias heróicas (ou nem por isso) de um povo à beira-mar. Mas o que mais me transtornou na escola primária foi a guerra (presente em áfrica), que alastrara nas províncias ultramarinas, nas palavras da professora da 4.ª classe, no ano de setenta e três. Nós não queríamos ir para a guerra, por isso eu desejara ardentemente o seu término, desde logo porque não entendíamos a razão para tal matança entre …

Ler Mais »

Entrevista a António Guerreiro “No fundo escrevo para falar com os outros”

Há mais de 20 anos colaborador no Terra Ruiva, António Guerreiro reuniu 100 crónicas publicadas ao longo desse tempo e publicou “Crónicas em Pedra Grés”. São textos curtos, que partem da observação do autor a momentos do quotidiano, mas também nos trazem memórias do seu passado e aspirações para o futuro. O livro tem estado a ser apresentado publicamente, em sessões que já decorreram na FNAC, na Guia, na Sociedade de Instrução e Recreio Messinense, em S. Bartolomeu de Messines e mais recentemente, no dia 6 de abril, na Biblioteca Municipal de Silves. Este foi o pretexto para falarmos com …

Ler Mais »

António Guerreiro apresenta livro na Biblioteca de Silves

António Guerreiro apresenta o seu livro “Crónicas em Pedra Grés”, no dia 6 de abril, às 16h30, na Biblioteca Municipal de Silves. Este livro reúne algumas das crónicas que António Guerreiro publicou no jornal Terra Ruiva, entre 2003 e 2022. Foi editado pela cordel d’ prata. “A sua publicação em livro pretende dar corpo à possibilidade de uma leitura continuada por todos os que queiram vivenciar memórias, pontos de vista e interrogações, para além dos assíduos leitores do referido jornal. Estas crónicas são partilháveis porque, como em todos os escritos com subjetividade literária, quem faz o redigido é o leitor …

Ler Mais »

Mariposa

Nestes primeiros dias do mês de março do ano de dois mil e vinte e quatro, gostaria de vos contar duas pequenas histórias escolares, manifestar a minha crença nas novas gerações, apesar dos episódios anteriores, e refletir sobre a natureza do voar. A primeira narrativa decorre numa aula de saúde e desenvolvimento da infância e adolescência, numa turma do décimo segundo ano, numa escola secundária do Algarve. O tema abordado na aula foi a vinculação entre o adulto e o adolescente, a partir de um conjunto de situações plausíveis entre o pai ou a mãe e o filho ou a …

Ler Mais »

Apresentação de livro de António Guerreiro, em Messines

António Guerreiro apresenta o seu livro “Crónicas em Pedra Grés”, no dia 9 de março, às 16h, na Sociedade de Instrução e Recreio Messinense, em São Bartolomeu de Messines. A apresentação será feita por Paula Bravo, diretora do jornal Terra Ruiva. Este livro reúne algumas das crónicas que António Guerreiro publicou no jornal Terra Ruiva, entre 2003 e 2022. Foi editado pela cordel d’ prata. “A sua publicação em livro pretende dar corpo à possibilidade de uma leitura continuada por todos os que queiram vivenciar memórias, pontos de vista e interrogações, para além dos assíduos leitores do referido jornal. Estas …

Ler Mais »

Tertúlia em Silves debate política cultural

“Política cultural em Silves, que desígnios de futuro” é o tema da tertúlia que terá lugar no dia 23 de fevereiro, pelas 21 h, no Teatro Mascarenhas Gregório, em Silves. A tertúlia terá como convidados, os professores Paulo Penisga e António Guerreiro, a presidente da Sociedade Filarmónica Silvense,  Maria Fernanda Silva e o ator Dinis Gomes. A moderadora será Paula Bravo, diretora do Terra Ruiva. A organização é da Associação Grupo dos Amigos de Silves, com a colaboração da Câmara Municipal de Silves.

Ler Mais »

Ses

Nas terras da América do Norte, existe uma expressão com o mesmo sentido do nosso morrer na praia, relacionada com o cinema: Morreu no chão da sala de montagem. Esta ideia é apropriada quando iniciamos este mês de fevereiro e as promessas e os desafios do Ano Novo já, há muito, caíram no esquecimento das rotinas diárias. Pelo menos ainda existiram enquanto foram idealizadas, enquanto, porventura, foram rabiscadas numa agenda ou em outro suporte tecnológico, sinais do tempo, ou mesmo fílmico ou sonoro. Quantos projetos ou desafios iniciamos numa data especial e deixamos expirar passados alguns dias, às vezes até …

Ler Mais »

Apresentação de livro de António Guerreiro

António Guerreiro apresenta o seu livro “Crónicas em Pedra Grés”, no sábado, dia 17 de fevereiro, na FNAC da Guia, a partir das 16 horas. A apresentação será feita por Teresa Sequeira, professora na Universidade do Algarve. A entrada é livre. Este livro reúne algumas das crónicas que António Guerreiro publicou no jornal Terra Ruiva, entre 2003 e 2022. “A sua publicação em livro pretende dar corpo à possibilidade de uma leitura continuada por todos os que queiram vivenciar memórias, pontos de vista e interrogações, para além dos assíduos leitores do referido jornal. Estas crónicas são partilháveis porque, como em …

Ler Mais »

Exposição de fotografia de António Guerreiro, em Silves

No Mercado Municipal de Silves está patente a exposição fotográfica de António Guerreiro,  “Uma Colorida Idade Média”. A mostra tem como tema a Feira Medieval de Silves, o maior evento turístico da cidade e do concelho, e abarca, pelo menos, uma fotografia de cada edição da Feira, desde 2005. A exposição, inaugurada no dia 6 de janeiro, pode ser vista até ao dia 29 de fevereiro. A organização é da Junta de Freguesia de Silves, com o apoio do Município de Silves.   António Manuel da Conceição Guerreiro nasceu em Silves, onde vive desde dezembro de 1962. Doutorado em Educação …

Ler Mais »

Cristaleira

O mês de dezembro tem sido um momento de recomeços. Inimaginavelmente, muitos acontecimentos, relevantes na minha vida, ocorreram nos dias finais do ano, desde o começo dos tempos, como o meu nascimento. É como se antecipasse em alguns dias a vontade de recomeçar, própria do início dos anos vindouros. Mas este recomeço do tempo também resulta, por outro lado, num findar de outros projetos, com a conclusão de tarefas. As memórias, associadas à reconstrução da moradia dos meus pais, neste mês, relembraram-me a história de um móvel da sala, uma cristaleira. A sua história (ou será estória) começa com o …

Ler Mais »