Paula Bravo

Natural de S. Bartolomeu de Messines, nascida em 1963. Licenciada em Comunicação Social. Desde 1986, trabalhou em vários órgãos de comunicação nacionais e regionais. Dirigente associativa. Fundadora e diretora do Terra Ruiva desde abril de 2000.

Pelo direito à saúde – Concelho sem médicos

O dia do protesto organizado pela Comissão de Utentes do Serviço Nacional de Saúde, à porta da Extensão de Saúde de São Bartolomeu de Messines foi escolhido com critério. Após o feriado no dia anterior, o dia 2 de novembro é, para estes efeitos, o primeiro dia do mês. O que significa um aglomerado de dezenas de pessoas em frente à porta. A razão é simples: quem quer consulta tem de ir para a porta no primeiro dia de cada mês. Com sorte conseguirá consulta para esse mês. Se não conseguir, o que acontece frequentemente, terá de voltar no mês …

Ler Mais »

Não é inevitável

Há dores que nos machucam, mesmo não sendo nossas. Imaginem umas dezenas de corpos comprimidos junto a um edifício, olhos cansados de quem se levantou cedo, máscaras azuis a esconder a expressão. São pessoas, muitas, que se amontoam no primeiro dia de cada mês, à porta das unidades de saúde, com o único objetivo de conseguir uma consulta para esse mês. Vi há dias este quadro em Messines. Mas no mesmo dia falei com uma moradora de Tunes que me disse: venha aqui amanhã que vê a mesma coisa. E em Armação… e em Alcantarilha, dizem-me do outro lado. E …

Ler Mais »

Fumos da Corticeira Amorim- Após reclamações vai haver uma reunião na Câmara de Silves

Está marcada para o dia 10 de novembro, às 15h30, na Câmara Municipal de Silves, uma reunião para esclarecer as razões da alegada poluição provocada pelos fumos da Unidade Fabril da Amorim, em Vale de Lama, Silves. Nos últimos tempos têm sido muitas as queixas dos moradores vizinhos e o assunto chegou até à Assembleia da República, por via do Bloco de Esquerda que, no ano passado, interpelou o Governo a esse respeito. Com a situação a tornar-se mais gravosa, no entender dos moradores, estes têm vindo a tomar várias iniciativas, entre as quais a de denunciar a situação às …

Ler Mais »

AMAL avança com medidas de prevenção à vespa asiática

A  Comunidade Intermunicipal do Algarve, através do POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), viu aprovada uma candidatura, com um investimento total de cerca de vinte e nove mil euros, para a deteção e combate à Vespa Asiática. A operação agora aprovada prevê a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e de  armadilhas, a instalação de uma rede, ações de capacitação e formação de elementos locais e conceção gráfica e impressão de materiais de comunicação e divulgação por todo o território da CIM Algarve. É importante frisar que o Algarve é um território ainda não afetado …

Ler Mais »

UDM já tem Museu com a sua história

No dia 6 de outubro, dia em que União Desportiva Messinense (UDM) comemorou o seu 46º aniversário, visitamos o Museu Histórico da UDM, inaugurado no âmbito das comemorações do Dia do Município, no dia 4 de setembro de 2021. Nas salas construídas por baixo da bancada do Estádio Municipal é a história do clube que agora se dá a conhecer e assim se preserva. O presidente da Direção, Hélder Braz  é quem nos guia pelas paredes repletas de fotografias. Este projeto de criar um museu surgiu de uma “ideia maluca” e de uma conversa com o tesoureiro, Jorge Vargas, no …

Ler Mais »

Entrevista a Patrícia de Jesus Palma – “A Cultura todos os dias muda o mundo”

No Dia do Município de Silves, Patrícia de Jesus Palma recebeu o Prémio Cultura e Literatura. Uma distinção que marca o percurso já brilhante desta “serrenha”, natural da freguesia de São Marcos da Serra, que afirma que “ a Cultura – a do campo e a do espírito – têm andado sempre de mãos dadas comigo.” Entre os muitos projetos a que se dedica, destaca-se uma ideia: a de dignificar o trabalho cultural.   No dia 3 de Setembro de 2021, no Dia do Município de Silves, foi distinguida com o Prémio Literatura, atribuído pelo Município de Silves. Fale-nos da …

Ler Mais »

Câmara e Assembleia Municipal de Silves tomaram posse… com aliança polémica

A tomada de posse da Câmara e Assembleia Municipal de Silves decorreu no dia 18 de outubro, pelas 17h30, nos Paços do Concelho. Uma cerimónia em que tomaram posse os eleitos para gerir o concelho de Silves nos próximos quatro anos e que terminou com alguma polémica, no que respeita à presidência da Assembleia Municipal. Nesse órgão, uma aliança entre o PS e o PSD, com o apoio do Chega, impediu que a presidência fosse ocupada pela cabeça de lista da CDU, a força política mais votada. Os Paços do Concelho foram o local escolhido para a cerimónia de tomada …

Ler Mais »

Não são números, são pessoas

Há coisas que, com o avançar da idade, se tornam mais fáceis de aceitar. A vida e as suas experiências tornam-nos mais complacentes… perde-se o frescor da juventude mas ganha-se maior capacidade de compreensão do facto de sermos seres humanos, com mais falhas, inseguranças e defeitos do que gostaríamos de admitir. É verdade. Mas confesso que ainda não consegui atingir esse estágio de compreensão para esta situação. Digo o número: 51,61% de abstenção nas eleições autárquicas no concelho de Silves. Dito o número assim por si só, é como se não houvesse ninguém ali representado. Mas existem… muitos alguéns… Desmonta-se …

Ler Mais »

Faleceu João Rocha de Sousa

Faleceu no dia 3 de outubro de 2021, na sua residência, João Rocha de Sousa, nascido em Silves, em 1938. As cerimónias fúnebres decorrem amanhã, dia 5 de outubro, às 11h, no Cemitério de Benfica. À família e amigos a Direção e Colaboradores do Terra Ruiva apresentam as sentidas condolências. João Rocha de Sousa foi artista plástico, pintor, crítico de arte e professor universitário, na Faculdade de Belas- Artes da Universidade de Lisboa e professor convidado da Universidade Aberta, onde investigou e lecionou Tecnologia do Vídeo. Foi membro correspondente da Academia Nacional de Belas-Artes, da Associação Internacional da Crítica de …

Ler Mais »

As primeiras Eleições Autárquicas – 12 de dezembro de 1976

Todas as memórias são unânimes. A primeira vez que houve eleições autárquicas livres em Portugal, no dia 12 de dezembro de 1976, há 45 anos, foi “uma euforia”, “uma grande emoção” e “muita confusão”. Pela variedade de partidos, pela confusão a que muitos fazia o preenchimento dos boletins de votos, as dúvidas sobre as questões logísticas e legais do processo eleitoral… Nesse ano de 1976, os portugueses já por duas vezes tinham experimentado o gosto de fazer a cruz à frente do seu preferido. Em abril já tinham participado nas eleições legislativas, ganhas pelo PS, e em junho tinham sido …

Ler Mais »