Home / Helena Pinto

Helena Pinto

Psicóloga Clínica e Psicoterapeuta Formadora da Ordem dos Psicólogos Portugueses (Situação profissional dos Psicólogos; Ética e Deontologia, Intervenção em Situação de Emergência e catástrofe) e Membro do Conselho de Representantes da Ordem dos Psicólogos Portugueses. Consultora da área da Gestão de Carreira

Resiliência

Caro leitor, permita que lhe pergunte: O que faz quando se depara com um problema? Foge, chora ou enfrenta? Dependendo da sua resposta, podemos afirmar se é ou não uma pessoa resiliente. Mas afinal, o que é a resiliência? A resiliência é a capacidade humana de superar as adversidades, transformando os momentos difíceis em oportunidades para aprender, crescer e mudar. As pessoas resilientes conseguem não apenas amadurecer emocionalmente, como também ficam mais fortes depois de ultrapassada a fase negativa. Os comportamentos resilientes contribuem para lidar com situações de desgaste e encontrar equilíbrio em momentos de adversidade na vida. Perante uma …

Ler Mais »

A arte da mudança

Caros leitores, acabámos de deixar o mês de Abril, mês que nos recordou a grande mudança que aconteceu com a revolução do 25 de Abril de 1974, que transformou a vida de Portugal. A partir deste acontecimento deram-se mudanças em diferentes sentidos, permitindo o início de um processo de descoberta e crescimento enquanto pessoas, enquanto sociedade, enquanto país, redescobrindo a nossa própria identidade como povo. Mas as mudanças são fáceis ou difíceis? A mente pode mudar? O ser humano é um animal de hábitos, como tal é-lhe difícil desistir do caminho que está habituado a percorrer e que, mesmo que …

Ler Mais »

Não devia não…

Caros leitores, estamos no mês de Abril, mês da revolução, naquele que deveria ser um mês de reflexão, de manter viva a memória. Mais um aniversário que passa, comemorando, muitas vezes de forma trivial, uma data que transformou por completo a vida de Portugal. Qualquer revolução tem lados positivos e negativos, como a vida, mas mais do que focarmos no ponto negro da folha de papel branco, talvez seja mais importante focar na área em branco da folha e construir o futuro evitando repetir os erros de um passado que se traduziu em muita perda para o país, para que …

Ler Mais »

Uma história de amor

Nesta edição gostaria de partilhar com os leitores mais uma história. É uma história de Amor e ao mesmo tempo do valor de uma Mulher (em março celebramos a Mulher) na vida de um homem. Acabamos de deixar para traz o mês de fevereiro, mês dos namorados, mês em que pelo menos naquele dia as pessoas se lembram de quem está ao seu lado, ou pelo menos cumprem a formalidade do dia. Mas será que damos verdadeiramente valor a quem partilha o nosso dia-a-dia? Somos gratos e mostramos a nossa gratidão? “Um senhor de bastante idade chegou a um consultório …

Ler Mais »

Renovação

Nesta edição gostaria de partilhar com os leitores mais uma história. É uma história de animais que dá uma grande lição de vida às pessoas. Conhece a história da águia? A águia é uma ave interessante. É a que possui maior longevidade, cerca de 70 anos, porém para chegar a essa idade, aos 40 anos, ela precisa tomar uma séria e difícil decisão. Aos 40 anos ela enfrenta um declínio do seu corpo e das suas capacidades. As suas unhas compridas e flexíveis já não conseguem agarrar as presas das quais se alimenta. O bico, alongado e pontiagudo curva-se, as …

Ler Mais »

As coisas importantes

Em primeiro lugar quero desejar a todos os leitores um excelente 2017. Que este seja um ano de renovação, de arrumar os assuntos inacabados e que não ajudaram a vida a fluir positivamente no ano transato. Como reflexão para este ano, partilho mais uma pequena história. “Um professor de filosofia mostrou à turma uma jarra de vidro e uma taça com rochas. Ele pediu aos alunos para encherem a jarra com as rochas. Quando terminaram, ele perguntou se conseguiam colocar mais alguma coisa. Os alunos disseram que não conseguiam colocar mais nada. Então, o professor pegou numa taça com pedras, …

Ler Mais »

Sonhos de Natal – A Fábula das três árvores

“Havia, numa cidade, três pequenas árvores que sonhavam o que seriam depois de grandes. A primeira, olhando as estrelas, disse: – Eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros. Para tal, até me disponho a ser cortada. A segunda olhou para o riacho e suspirou: – Eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas. A terceira árvore olhou o vale e disse: – Quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto, mas tanto, que as pessoas, ao olharem para mim, levantem seus olhos e pensem em Deus. Muitos anos se passaram …

Ler Mais »

Pedras na praia

O ano está quase no fim e com ele a proximidade do Natal. Tempo de reflexão, de família, de afetos redobrados… ou pelo menos seria bom que assim fosse. Que o Natal fosse um período de verdadeira entrega ao outro, que o Ano Novo fosse um verdadeiro reinicio, construído com as aprendizagens trazidas do ano que termina, para uma construção sólida, bem sustentada nos valores tão apregoados nas épocas festivas. Neste sentido partilho com os leitores esta história, que deixo à vossa reflexão: “Certa vez, um homem caminhava pela praia, numa noite de lua cheia… Ele pensava desta forma: se …

Ler Mais »

A arte do silêncio

Caros leitores, este será o primeiro jornal depois das férias do mês de Agosto. Pensei sobre o que poderia partilhar convosco e recordei uma história, que já partilhei há umas quantas edições atrás, mas, pelo significado tão atual que tem, resolvi voltar a ela. Esta história pretende promover a reflexão sobre a importância do silêncio e do respeito pela vida alheia. Promovido pelas media ou pelo vazio das próprias vidas, cada vez se torna mais comum a postura tipo “Big Brother”, a exposição das vidas pessoais, sem, na maior parte dos casos, haver o cuidado de analisar os estragos que …

Ler Mais »

Compromisso Pessoal de Mudança- V

Durante o primeiro semestre deste ano, dediquei as minhas partilhas de ideias ao tema da mudança pessoal. Deixo mais algumas reflexões e pensamentos, esperando as partilhas dos leitores. Como referi na última edição, podemos mudar as nossas vidas de muitas maneiras, mas nenhuma mudança acontece se estivermos sempre à espera que os outros mudem para depois mudarmos. Se queremos aumentar a probabilidade de obter resultados positivos ou pelo menos diferentes, temos de mudar primeiro o que está exclusivamente nas nossas mãos. “Não podemos resolver os nossos problemas, com o mesmo pensamento que usávamos quando os criámos” (Einstein) É impossível progredir …

Ler Mais »