Home / Francisco Martins

Francisco Martins

Natural de S. Bartolomeu de Messines, nascido em 1957. Licenciado em Economia, Membro Efetivo da Ordem dos Economistas. Professor e vice-presidente da Escola Secundária de Silves; vereador permanente e não permanente da Câmara Municipal de Silves (eleito da CDU); dirigente associativo em várias entidades. Fundador do Terra Ruiva.

Interioridade

O fenómeno da desertificação económica e humana, a secundarização do investimento no interior do país e do Algarve, em especial, é tema que volta e meia, regressa à ribalta, num tempo em que a sua relação causa-efeito com o flagelo dos fogos florestais é por demais evidente e pertinente. A problemática do combate à interioridade e às assimetrias intra e interregionais tem integrado o discurso ministerial e de outros responsáveis políticos, ao longo dos anos, sendo vários os acrónimos e planos criados, os programas e medidas anunciadas, que, paradoxalmente, se revelam uma mão cheia de nada, incapazes de contribuir para …

Ler Mais »

Educação

A Educação é um setor vital para o desenvolvimento económico e social. Na ausência de escolas bem estruturadas e organizadas, dotadas dos necessários recursos humanos, financeiros e materiais, sem professores e profissionais motivados e capazes, defendidos na sua autoridade e dignidade, os resultados do processo de ensino-aprendizagem, dificilmente alcançarão patamares de excelência. O país necessita de uma escola pública forte e respeitada, evoluída e moderna, com capacidade para responder às necessidades do desenvolvimento socioeconómico – educando, preparando e formando a futura força de trabalho. A criação dos mega agrupamentos, vulgo mastodontes, decidida nos meandros da tecnocracia centralista e à revelia …

Ler Mais »

Aprovado Orçamento 2018 da Câmara Municipal de Silves

A proposta de Orçamento para 2018 foi aprovada em reunião de Câmara no dia 27 de novembro, com os votos favoráveis da CDU e a abstenção do PSD e do PS. O mesmo resultado aconteceu na Assembleia Municipal, na reunião de 14 de dezembro. A proposta de orçamento do Município de Silves para 2018 eleva-se a 39,6 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 700 mil euros, comparativamente a 2017. O orçamento prevê receitas correntes no valor de 36,4 milhões de euros e despesas correntes no montante de 27,1 milhões de euros, o que permite uma poupança corrente …

Ler Mais »

Notas soltas

Findas as eleições autárquicas, procedeu-se à instalação dos novos órgãos do poder local, iniciando-se mais um ciclo de governação que abrange o período 2018-2021. No Município de Silves, com um executivo permanente maioritário (CDU), fortemente legitimado e reforçado pelo voto popular em todo o concelho, a palavra de ordem, alicerçada no programa eleitoral sufragado pela população, passa pela consolidação e aprofundamento da ação realizada na totalidade das áreas de intervenção municipal. Aposta-se, designadamente, na melhoria da eficiência do aparelho camarário, na defesa e valorização do serviço público, e no lançamento de nova vaga de investimentos, que no fundo é a …

Ler Mais »

Confiança reforçada

As eleições autárquicas no concelho de Silves reconfirmaram a CDU como força política maioritária na Câmara Municipal e nas Juntas de Freguesia de Silves e S. Bartolomeu de Messines, partindo, pela primeira vez, para um segundo mandato consecutivo no Município de Silves. A CDU obteve a maioria para a Câmara Municipal em todas as freguesias, exceptuando Armação de Pêra. Na eleição para a Assembleia Municipal, a CDU também foi a mais votada. Em Armação de Pêra, a CDU reforçou significativamente a sua influência, tornando-se na segunda força política mais importante. Por 46 votos não chega à presidência da União de …

Ler Mais »

Antes e Depois ( Parte II)

“Na antecâmara das eleições autárquicas de 1 de Outubro, torna-se, porventura, interessante e elucidativo, fazer um exercício de comparação entre os desempenhos da anterior liderança, no mandato autárquico transato (PSD) e a equipa que dirige atualmente o Município de Silves, desde Outubro de 2013 (CDU). (Ressalvando que não deixa de ser a opinião do autor, há a preocupação com a defesa da objetividade e o respeito pela verdade dos factos.) ” (TR, Julho, Parte I) De um plano mais genérico na comparação inicial, evidenciamos neste número do TR, diferenças mais específicas e aspetos mais concretos, a ver: (1) rigor e …

Ler Mais »

Antes e Depois (I)

Na antecâmara das eleições autárquicas de 1 de Outubro, torna-se, porventura, interessante e elucidativo, fazer um exercício de comparação entre os desempenhos da anterior liderança, no mandato autárquico transato (PSD) e a equipa que dirige o Município de Silves, desde Outubro de 2013 (CDU). (Ressalvando que não deixa de ser, obviamente, a opinião do autor, há preocupação pelo rigor e objetividade na avaliação.) Num plano genérico, destacaríamos vários itens: (i) o atual estilo de liderança, assente em trabalho de equipa, descentralizado e articulado, que vai além dos vereadores eleitos, que compara com a anterior liderança, presidencialista, de natureza subordinada e …

Ler Mais »

Projetos para a cidade de Silves

Obras públicas sem projetos técnicos não se fazem. A contratação externa da elaboração de projetos na administração pública obriga ao cumprimento de conjunto alargado de regras e procedimentos no âmbito do Código dos Contratos Públicos que, no seu conjunto, exigem, naturalmente, tempos precisos e determinados, que precedem o lançamento de outros concursos para o lançamento das empreitadas. Há ainda que garantir os financiamentos para que os projetos saiam do papel. Concentrando o foco nos projetos que o Município de Silves prepara para a sede do concelho, é visível a presença de veia condutora, visão integrada e estratégica na sua seleção. …

Ler Mais »

No bom caminho

O Relatório de Gestão relativo ao ano de 2016 apresentado pelo Município de Silves, espelha a evolução bastante positiva das finanças públicas locais e acentuado dinamismo, particularmente, no campo do investimento. Ao fim de 3 anos de mandato autárquico, os números demonstram que o saneamento financeiro foi realizado e a “casa” está arrumada. É relevante na execução orçamental do Município de Silves a obtenção de taxa de execução da receita global acima dos 85% (objetivo recomendado pela tutela que obvia a sanções), facto que acontece pelo terceiro ano consecutivo (2016 – 91,9%), representando um indicador certeiro que reflete orçamentos bem …

Ler Mais »

Escolhas

A sociedade como as organizações, e no caso concreto, os municípios, precisam de fazer opções, escolher entre alternativas, definir prioridades, saber distinguir entre o que é fundamental em dado momento, avaliar a decisão no contexto das várias áreas de intervenção – considerando o todo, pesar e ponderar, pela simples razão – e isto, é um dos problemas fundamentais da economia – de que os recursos são escassos face às necessidades ilimitadas do Homem e das populações. Nenhuma organização reúne capacidades e recursos para resolver tudo num ápice. O provérbio popular “Roma e Pavia não se fizeram num dia” mantém-se atual …

Ler Mais »