Home / Francisco Martins

Francisco Martins

Natural de S. Bartolomeu de Messines, nascido em 1957. Licenciado em Economia, Membro Efetivo da Ordem dos Economistas. Professor e vice-presidente da Escola Secundária de Silves; vereador permanente e não permanente da Câmara Municipal de Silves (eleito da CDU); dirigente associativo em várias entidades. Fundador do Terra Ruiva.

Desmandos na Banca

Num processo infindável, a banca nacional continua a sugar milhares de milhões de euros aos cofres do Estado e aos contribuintes, na forma de empréstimos, linhas de crédito ou garantias, para cobrir a gestão irresponsável e aventureira, negociatas e tráfico de influências, bem como atos de promiscuidade e corrupção, que poderiam ser alocados ao investimento público em áreas fundamentais para o desenvolvimento do país, como por exemplo, na educação ou na saúde. O Governo não retira daí as devidas ilações, faltando-lhe coragem e convicção política para proceder ao controlo público da banca. Na verdade, o Governo encontra-se de mãos atadas, …

Ler Mais »

Município de Silves promove nova vaga de obras públicas

O Município de Silves, após ter assegurado a elaboração dos respetivos projetos técnicos, prepara o lançamento de concursos públicos para a execução de diversas empreitadas, que na ótica da autarquia, são significativas e têm impacto no desenvolvimento local. Elencamos algumas delas: 1) “Repavimentação da estrada Boião-Azilheira (2.ª fase)” – obra no montante de 787 mil euros que se desenvolve numa extensão de 5 km, abrangendo também a repavimentação dos arruamentos nas aldeias do Boião e Azilheira. A 1.ª fase desta estrada que ocorreu numa extensão de 3,6 km, foi concluída em Novembro de 2017; 2) “Reabilitação da Casa do Forno …

Ler Mais »

Questão demográfica e economia

A questão demográfica está diagnosticada como um dos principais bloqueios ao desenvolvimento do país. A população portuguesa, hoje com 10,3 milhões de pessoas, em 2080, prevê-se que passe para 7,5 milhões, reduzindo-se em 2,8 milhões. Além disso, Portugal é o sexto país mais envelhecido do mundo, sendo que na União Europeia do futuro, mantendo-se o rumo, o nosso país ocupará o segundo lugar. No concelho de Silves o índice de envelhecimento atinge os 162,7% (100 jovens para 162,7 idosos), acima da média do Algarve – 131% (censo de 2011). A média nacional é 148,7%, à data de 2016. Com a …

Ler Mais »

Promessas

Em ano de consultas populares, nomeadamente, as eleições de deputados para a Assembleia da República, torna-se fundamental que o eleitor se cuide com alguns políticos e forças partidárias, que nas vésperas do escrutínio, não se coíbem de fazer promessas que correspondem a puras ações de propaganda. É neste contexto que entendemos as declarações do primeiro-ministro António Costa quanto ao lançamento de concurso público para a aquisição de 22 comboios para as linhas regionais da CP, no valor global de 170 milhões de euros, que convêm ser correlacionadas com outros anúncios no passado recente e pela mesma força política. Curiosamente, em …

Ler Mais »

2019

Nacional. No novo ano realizar-se-ão três consultas populares – eleições gerais para o Parlamento Europeu e para a Assembleia da República, e eleições regionais na Madeira. Há quatro anos atrás, para surpresa geral dos comentadores, e em especial para o espectro partidário situado à direita, o governo minoritário do PS foi formado, graças ao corajoso repto lançado por Jerónimo de Sousa (PCP), que desencadeou os acordos à esquerda, logo na noite das eleições de 2015. E contrariando também as expetativas do vasto leque de comentadores políticos e da opinião pública que auguravam futuro periclitante aos acordos, o governo cumprirá a …

Ler Mais »

O seu a seu dono

Investimento e financiamento são duas faces da mesma moeda. Investimento que não garanta suporte financeiro, é inviável, não passa do papel, queda-se pela intenção ou pelo projeto técnico na melhor das perspetivas. Na vida familiar, atividade empresarial ou autárquica, os projetos e os investimentos para se tornarem realidade, carecem de meios financeiros ou de dotação orçamental. O exemplo dos orçamentos municipais é paradigmático. Já lá vai o tempo em que era possível a elaboração de documentos previsionais altamente inflacionados que alimentavam a ilusão, facilitavam o incumprimento de compromissos e o endividamento irresponsável e galopante do passivo corrente, das dívidas a …

Ler Mais »

Investimento Municipal em alta

A proposta de orçamento do Município de Silves para o ano de 2019, já aprovada em sede de reunião de câmara (com os votos contra dos vereadores do PSD e PS), dá continuidade à linha de orientação e consolidação, iniciada em 2014, primeiro ano do mandato autárquico anterior. A estimativa orçamental ascende a 47,7 milhões de euros que compara com 39,6 milhões de euros do previsto para o ano transato, justificando-se a diferença, essencialmente, com a incorporação da contratação de empréstimo bancário para investimento no valor de 6,2 milhões de euros. Abordando os últimos orçamentos camarários, identificam-se alguns traços comuns …

Ler Mais »

Apresentado o livro “José Rodrigues Vitoriano, um operário construído”

Decorreu no dia 5 de outubro,” na Biblioteca Municipal de Silves, na sala “Urbano Tavares Rodrigues”, a apresentação do livro “José Rodrigues Vitoriano, um operário construído”, em 2.ª edição revista e aumentada, no género de pequeno esboço biográfico, da autoria da historiadora, investigadora e professora, Maria João Raminhos Duarte. A sala encontrava-se repleta de pessoas. A mesa da cerimónia foi constituída pela presidente da Câmara Municipal de Silves, Rosa Palma, pelo presidente da Junta de Freguesia de Silves, Tito Coelho, por Carlos Vitoriano (filho de José Vitoriano) e pela autora da obra. Salientamos que a 1.ª edição do livro, datada …

Ler Mais »

Dilemas do Poder Local

O processo de transferência de competências para os municípios, designadamente, nas áreas da educação, saúde, habitação, cultura, património, ação social, transportes e vias de comunicação, encontra-se estabelecido no quadro da Lei-50/2018, de 16 de Agosto. É elucidativo o constante no seu artigo 2.º, alínea f) que assegura “a garantia da transferência para as autarquias locais dos recursos financeiros, humanos e patrimoniais adequados, considerando os atualmente aplicados nos serviços e competências descentralizados”. Nesta passagem da Lei situa-se o cerne da questão, demonstrando-se que o país se confronta com uma transferência de encargos, de responsabilidades e de descontentamentos do Governo para os …

Ler Mais »

De novo, o flagelo dos incêndios

15 anos depois os incêndios voltaram em força ao concelho de Silves, tendo origem na serra de Monchique, como anteriormente. Se em 2003 a área ardida atingiu 43 mil hectares, em 2018 a calamidade retrocedeu para 27 mil hectares, representando à data, recorde europeu, que em nada nos honra. No concelho de Silves, apesar do extraordinário esforço levado a cabo pelo Município desde 2014, em termos de execução de faixas de execução de combustível com a largura aproximada de 26 metros, faixas de interrupção de combustível, nalguns casos superiores a 100 metros de largura, abertura e limpeza de caminhos, aceiros, …

Ler Mais »