I Encontro Nacional de Gabinetes Florestais Intermunicipais decorre em Silves

Ao abrigo do Projeto FIREPOCTEP+, a AMAL  organizar, nas próximas quarta e quinta-feira, dias 17 e 18 de abril, o “I Encontro Nacional de Gabinetes Florestais Intermunicipais”.

A iniciativa, de carácter técnico, destina-se aos profissionais desta área e vai decorrer no Município de Silves.

Os Gabinetes Técnicos Florestais Intermunicipais (GTFI) têm como principal missão a de contribuir para uma melhor articulação e funcionamento dos GTF municipais, através da divulgação das políticas florestais e da disponibilização e difusão de informação técnica de âmbito florestal. Pretendem dar resposta à necessidade de coordenação e cooperação entre municípios, para enfrentar desafios comuns relacionados com a gestão florestal e a prevenção de incêndios, e desempenham um papel essencial na proteção e conservação das florestas e ecossistemas naturais a nível regional.

Importa, por isso, perceber o modo de funcionamento de cada GTFI e as metodologias de trabalho utilizadas para alcançar esses objetivos. É, precisamente, o que se pretende com a realização do “I Encontro Nacional de Gabinetes Técnicos Florestais Intermunicipais”: o início de um diálogo colaborante e profícuo, que sirva de base para uma também necessária articulação entre estes Gabinetes e as respetivas chefias.

O programa destes dois dias de debate e troca de experiências inclui um Workshop com vista à definição dos objetivos de gestão, relativos ao projeto Interreg FIREPOCTEP+.

O projeto FIREPOCTEP+ (Paisagem resiliente face a grandes incêndios florestais: resposta a emergências, melhoria da interoperabilidade e reforço das capacidades operacionais e sociais face às alterações climáticas) é um exemplo de cooperação transfronteiriça, empenhada na preservação do ambiente e no crescimento socioeconómico das regiões envolvidas.

O Encontro, organizado pela AMAL, conta com o apoio do Município de Silves.

Fonte: AMAL

Veja Também

DIAP de Faro acusa 71 pessoas, portugueses e estrangeiros, de burla informática bancária

O diretor do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Comarca de Faro acusou …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *