Anunciada a construção de um novo quartel da GNR em Messines

A GNR de Messines vai beneficiar da construção de um novo quartel, em terreno cedido pelo Município de Silves. A obra é da responsabilidade do Ministério da Administração Interna.

O Protocolo de Colaboração para a celebração de Contrato de Cooperação Interadministrativo teve lugar no dia 7 de dezembro, em Lisboa, no Ministério da Administração Interna (MAI), representado pela secretária de Estado da Administração Interna, Isabel Oneto. Estiveram ainda presentes o secretário-geral do MAI, Marcelo Mendonça de Carvalho e o comandante-geral da GNR, tenente-general Rui Veloso, bem como representantes dos municípios de Silves, Sousel e Vila Real de Santo António, com os quais foram celebrados contratos.

No que se refere ao contrato assinado com o Município de Silves, que foi representado pela vice-presidente Luísa Conduto Luís, o mesmo prevê que o novo quartel seja construído no terreno cedido pela Câmara Municipal, “com a área de 2.315 m2 já devidamente validado”,  um lote pertencente à autarquia, localizado junto à passagem de nível na Vila de São Bartolomeu de Messines.

Da parte do Ministério há o compromisso de iniciar as obras de construção do novo quartel, no prazo de 4 anos, após a elaboração de programa funcional, do projeto de execução e do lançamento da empreitada em concurso público.

Na cerimónia protocolar a vice-presidente da Câmara de Silves, Luísa Conduto Luís, afirmou: “É com satisfação que estamos a assinar este contrato interadministrativo. É o primeiro passo para aquilo que é necessário fazer. São Bartolomeu de Messines possui um quartel da GNR degradado. Só com outras condições poderão cumprir a missão de zelar pela nossa segurança e outras missões importantes, em particular o acompanhamento próximo de cidadãos idosos. A nossa satisfação é que hoje estamos a assinar o nosso contrato. Maior será quando o quartel estiver construído”.

Para o Município de Silves, a celebração deste contrato representa “um primeiro passo”  e  “uma conquista relevante da autarquia silvense, cuja concretização da obra, trará condições modernas, dignas e de maior eficiência ao desempenho dos profissionais da GNR, com reflexos positivos na resposta às questões de segurança da comunidade e ao bem-estar geral da população.”

Segundo  o MAI, no atual plano de investimentos nas forças de segurança já foram assumidos compromissos de 130 milhões de euros em infraestruturas, equipamentos, veículos e armamento.

A secretária de Administração Interna, Isabel Oneto, afirmou que “a execução do nosso programa de investimentos tem decorrido a bom ritmo. Esperemos que assim continue no futuro, porque estes programas são essenciais para que as forças de segurança tenham condições de trabalho e de operacionalidade para garantir a segurança dos cidadãos. Concretizamos hoje estes passos porque o poder local é um parceiro essencial nas políticas de segurança e de administração interna. E gostaria de salientar que os territórios menos densamente povoados, ou com povoamento mais disperso, merecem o mesmo respeito da parte do Governo que os territórios urbanos. Todos carecem da mesma proteção e do mesmo investimento”.

 

 

Veja Também

Corte de água na União de Freguesias de Algoz e Tunes

O Município de Silves informa que, devido à necessidade de execução de trabalhos na rede …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *