Campanha incentiva portugueses a atuar após reconhecimento dos sintomas de enfarte agudo do miocárdio

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) volta a consciencializar para o enfarte agudo do miocárdio. A iniciativa, integrada na Campanha Cada Segundo Conta, surge no âmbito do Dia Nacional do Doente Coronário, que se assinala a 14 de fevereiro, e visa alertar a população para a importância do diagnóstico atempado e tratamento precoce desta doença.

“Em Portugal, o enfarte agudo do miocárdio é uma das principais causas de morte e incapacidade. Todos os anos mais de 12.000 portugueses sofrem um enfarte agudo do miocárdio. É primordial que o tratamento ocorra o mais rapidamente possível, após o início dos sintomas. Acreditamos que reduzir o risco de mortalidade, a reincidência de enfarte e as complicações associadas, é uma responsabilidade dos profissionais de saúde e de uma população bem informada. É nesse sentido que surge esta ação nacional de consciencialização”, explica Eduardo Infante de Oliveira, presidente da APIC.

“Atualmente, as pessoas já identificam os sintomas do enfarte agudo do miocárdio, mas muitas vezes não atuam com a rapidez necessária. Os sintomas mais comuns de enfarte são a dor no peito, por vezes com irradiação para o braço esquerdo, costas e pescoço, acompanhada de suores, náuseas, vómitos, falta de ar e ansiedade. Na presença destes sintomas é importante ligar imediatamente para o número de emergência médica – 112 – e esperar pela ambulância. A pessoa deve evitar tentar chegar a um hospital pelos seus próprios meios”, alerta João Brum Silveira, Coordenador Nacional da iniciativa Stent Save a Life e da Campanha Cada Segundo Conta (APIC).

O enfarte agudo do miocárdio ocorre quando uma das artérias do coração fica obstruída, o que faz com que uma parte do músculo cardíaco fique em sofrimento por falta de oxigénio e nutrientes.

Para evitar um enfarte é importante adotar um estilo de vida saudável: não fumar; reduzir o colesterol; controlar a tensão arterial e a diabetes; fazer uma alimentação saudável; praticar exercício físico; vigiar o peso e evitar o stress.

Com os objetivos de promover o conhecimento e a compreensão sobre o enfarte agudo do miocárdio e os seus sintomas; e alertar para a importância do diagnóstico atempado e tratamento precoce, a APIC desenvolveu a campanha de consciencialização “Cada Segundo Conta”, que conta com o apoio do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), do Alto Patrocínio do Presidente da República e da iniciativa Stent Save a Life, da APIC. Para mais informações consulte: www.cadasegundoconta.pt

Veja Também

Saúde psicológica no trabalho

Cuidar da saúde psicológica dos trabalhadores torna-se cada vez mais uma prioridade, se as empresas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.