Preço Médio de Venda de Imóveis atinge em dezembro o valor mais elevado do ano

O Imovirtual, portal imobiliário de referência, acaba de divulgar um estudo, baseado em dados disponíveis na plataforma, no qual analisa a evolução dos preços médios anunciados de venda e arrendamento em Portugal. Os dados agora partilhados referem-se ao comparativo de novembro com dezembro deste ano e com o período homólogo (dezembro) do ano passado.
De acordo com este estudo, o valor médio de venda em dezembro de 2021 foi de 372.017€, o mais alto de 2021 depois de julho (371.880€) e setembro (370.372€). O preço sobe +6,8% em relação ao período homólogo do ano passado, quando o valor era de 348.223€.
Portalegre, Setúbal e Lisboa são os distritos que se destacam com maior subida do preço médio de venda em dezembro face ao mês passado. No caso do valor médio de arrendamento, o maior aumento este mês verifica-se em Viseu, Viana do Castelo, Braga e a Região Autónoma da Madeira.

Principais conclusões:
ARRENDAMENTO

● No que diz respeito ao arrendamento, verifica-se um ligeiro aumento de +1,7% do preço médio anunciado, que passa de 1.048€ em novembro para 1.066€ em dezembro. Também em relação ao período homólogo do ano passado, quando o valor médio se fixava em 1.036€, houve um crescimento de +2,9%.

Distritos em destaque:

● Viseu é o distrito com maior aumento do valor médio das rendas (+7,8%) em relação a novembro, passando de 498€ para 537€. Viana do Castelo surge em segundo lugar (+6,9%), subindo de 535€ para 572€.
● Foram registados também aumentos de rendas mais ligeiros em Braga (+4,5%) e a Região Autónoma da Madeira (+4,2%), com rendas a fixarem-se respetivamente nos 704€ e 954€.
● Bragança (-21%), Portalegre (-14,9%) e Guarda (-10,4%) registam o maior decréscimo este mês face ao mês de novembro, com rendas de 437€, 366€ e 440€, respetivamente.
● Comparativamente com dezembro de 2020, o Porto regista o maior aumento (+17,9%) no preço médio anunciado, subindo de 891€ para 1.050€. A Região Autónoma da Madeira (+14,9%) e Évora (+14,2%) também registam aumentos significativos.
● Beja foi novamente o distrito com maior quebra em dezembro (-37,8%) face ao mesmo mês do ano anterior, passando de 714€ para 444€.

VENDA

● Face ao mês anterior, o preço médio de venda anunciado mantém em dezembro (+1,2%) a estabilidade já verificada desde outubro, fixando-se agora nos 372.017€. Este valor, ainda assim, é o mais elevado do ano, após julho e setembro. Relativamente ao período homólogo de 2020, com o preço médio nos 348.223€, há um crescimento de +6,8%.

Distritos em destaque:

● O preço médio de venda em dezembro, face ao mês anterior, aumentou sobretudo em Portalegre (+3,8%), atingindo os 125.893€. Seguem-se Setúbal com +2,2% (321.091€), Lisboa com +2,07% (585.875€) e a Região Autónoma da Madeira com +2,05% (388.612€).
● Beja (140.366€), Coimbra (197.454€) e Évora (247.197€) foram os distritos com maior quebra face ao mês anterior, com -3,3%, -2,6% e -2,5% respetivamente.
● Em relação a dezembro de 2020, Évora tem novamente o maior aumento do preço médio de venda (+21%), que no período homólogo era de 204.307€. A Região Autónoma da Madeira regista também um elevado crescimento (+17,5%), seguindo-se Setúbal (+14,5%).
● Guarda é em dezembro, pelo sétimo mês consecutivo, o distrito com a maior quebra do valor médio relativamente ao período homólogo do ano passado (-0,9%), passando de 114.049€ em 2020 para 112.973€ em 2021.

Para consultar todos os dados analisados no estudo, , incluindo tabelas de apoio, visite:

https://www.imovirtual.com/noticias/imoblog/mercado-imobiliario-em-numeros-barometro-mensal-dezembro-21

Veja Também

Sessão de esclarecimento online sobre Aviso “Formações Modulares Certificadas”

No seguimento da publicação do Aviso ALGARVE-2024-12 “Formações Modulares Certificadas” financiado pelo Programa ALGARVE 2030, cujo prazo de …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *