Nova loja do LIDL e Parque Verde na Quinta dos Arcos, em Armação de Pêra

Já se encontram a decorrer as obras de construção de uma nova loja do Lidl em Armação de Pêra. O projeto gerou inicialmente discordâncias na Assembleia Municipal de Silves mas acabou aprovado por unanimidade, e traz outra mais-valia para a vila de Armação: a construção de um Parque Verde, na Urbanização Quinta dos Arcos.

Em Armação de Pêra está a decorrer a construção da nova loja da cadeia Lidl, inserida na estratégia de crescimento que esta marca tem e que prevê, até ao início de 2022, a abertura de 8 novos supermercados.
Em Armação, o novo supermercado fica localizado num terreno a poente da Avenida General Humberto Delgado que se encontrava “abandonado” há vários anos e que era usado pelo Clube d Futebol Os Armacenenses como parque de estacionamento.
O projeto para a nova loja foi analisado pela primeira vez em Assembleia Municipal de Silves, em abril de 2021, tendo sido chumbado. Voltou a ser analisado em sessões seguintes até que, no passado mês de setembro, foi aprovado por unanimidade, após acesa discussão.
Na base dessa discussão esteve a questão da alegada diminuição de espaços verdes em Armação, já que o projeto de ocupação original para o terreno em causa previa a construção de vários prédios, com uma zona de jardim. Outra questão teve a ver com a possibilidade do Lidl ceder uma parte dos seus lugares de estacionamento para uso público, uma vez que o espaço se encontra localizado não muito longe da praia.
A essas e outras questões responderam a presidente da Câmara Municipal, Rosa Palma, e um representante do Lild, Mário Reis, que foi convidado para, presencialmente, apresentar o projeto. Este último, destacou algumas ideias, nomeadamente o tipo de construção do LIDL, “de um prédio com um só piso, com 2.197 m2”, com uma volumetria bem inferior à dos prédios com seis pisos previstos para o local. Defendeu ainda que, essa característica permitia a construção de estacionamento com “mais espaço verde e sombras”. Quanto à questão do estacionamento, fez questão de vincar que o parque a construir, com cerca de 100 lugares, será dirigido aos clientes do supermercado, mas que estava disponível para aplicar o sistema usado em várias lojas, nomeadamente na de Silves, em que as duas primeiras horas de estacionamento são gratuitas. “A partir daí têm que ser pagas porque não posso ter pessoas que façam do parque a sua garagem”, afirmou.
No que se refere à questão dos espaços verdes, a autarquia rebateu a ideia de que a construção do Lidl fosse contribuir para essa lacuna. Pelo contrário, defendeu, uma vez que a sociedade Lidl & Companhia irá construir o Parque Urbano Verde, na urbanização Quinta dos Arcos.
“É um projeto feito pelos técnicos da autarquia, que a Câmara já tinha pronto e para o qual estava a tentar arranjar verba” explicou a presidente Rosa Palma. No âmbito do acordo aprovado entre o Município de Silves e o Lild, esta empresa iá pagar cerca de 112 mil euros, “que resultarão do pagamento em espécie da compensação por não cedências para o domínio público” e mais 557 mil euros “a título de donativo em espécie, concedido ao Município de Silves, através da realização de obra de cariz ambiental, desportiva, recreativa e educacional, com vista à melhoria da qualidade de vida da população de Armação de Pêra”.
Desta forma, o Lidl assumiu a construção do Parque Verde Urbano na Quinta dos Arcos, até ao montante total máximo de 670 mil euros, que é a verba estimada para a obra. Já a Câmara de Silves irá investir neste parque uma verba estimada entre os 250 e 300 mil euros, que será aplicada em mobiliário e equipamentos.
O novo Parque Verde Urbano abrange uma área de 7.896 m2, e inclui um campo relvado multifuncional, com área de jogo; palco para eventos e anfiteatro; três áreas com equipamentos de lazer infantil; um skate parque; um “Ginásio Bio- Saudável”. Nas amplas zonas verdes, com conjuntos de mobiliário urbano, haverá ainda uma área com circuito de boxes, destinado a oficina, lavagem, posto de abastecimento de trânsito.
Na altura de fecho da nossa edição, o Terra Ruiva apurou que as obras de construção estão prestes a iniciar-se, tendo o promotor da obra já contratado o empreiteiro responsável. O prazo previsto para a execução da obra é de 300 dias.

Veja Também

Idosa de 95 anos morre em cisterna, na freguesia de Tunes ( notícia corrigida)

Uma idosa de 95 anos morreu, em Gateiras, na freguesia de Tunes (e não na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *