Armação de Pêra: Chapéus de sol “fantasmas” podem ser removidos

Está a dar que falar o edital emanado da Câmara Municipal de Silves que determina que “por motivos de limpeza do areal das praias de Armação de Pêra e da sua plena fruição pública”, os chapéus de sol, toalhas e outros elementos que se encontrem abandonados no areal, possam ser removidos pelos serviços de limpeza.
Esta determinação aplica-se quando os proprietários dos citados elementos não se encontrem presentes, no período entre as 20h30 e as 9h do dia seguinte.

(Foto de arquivo)

Esta é uma medida que procura responder às inúmeras queixas quanto aos chamados “chapéus de sol fantasmas” que todos os anos assolam o areal de Armação de Pêra, em particular na zona da Fortaleza e adjacentes. O que acontece porque muitos veraneantes deslocam-se à praia logo pela manhã cedo, deixando o chapéu de sol aberto, a “marcar” o lugar, enquanto executam outras atividades, assim impedindo o acesso ao local às pessoas que chegam mais tarde à praia.

Este “fenómeno” data pelo menos de 2015, quando o Terra Ruiva fez a primeira notícia sobre o assunto. Mas foi em 2016 que o assunto se tornou até motivo de piadas, quando um vídeo divulgado nas redes sociais teve grande repercussão também junto da comunicação social nacional que fez várias reportagens falando da “praia fantasma” e de “chapéus de sol fantasmas”,

As queixas à autarquia e à Capitania do Porto de Portimão são muitas, mas estas entidades nada têm podido fazer, por falta de legislação específica.

Por outro lado, esta “guerra” pelo areal tem sido intensificada pela diminuição do mesmo e pelo grande número de toldos em áreas concessionadas, que empurram os veraneantes para zonas mais afastadas da vila e de acesso mais difícil a idosos ou a famílias com crianças mais pequenas, que tenham que se deslocar a pé.

Veja Também

Corte de água em Silves

A Câmara Municipal de Silves informa que, devido à necessidade de realização de trabalhos de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *