PS apresenta candidatos ao concelho de Silves

O Partido Socialista apresenta publicamente os candidatos do concelho de Silves às próximas eleições autárquicas.
O evento irá decorrer no próximo sábado, dia 24 de julho, pelas 18h30, no Largo do Município e conta com a presença dos deputados do PS Algarve, Luís Graça e Jamila Madeira.
Como já foi divulgado anteriormente, Luís Guerreiro é o candidato à Câmara Municipal de Silves. Os restantes cabeças de lista são:
• Sofia Belchior, candidata à Assembleia Municipal de Silves
• Roberto Cabrita, candidato à União de Freguesias de Alcantarilha e Pêra
• Nelson Marques, candidato à União de Freguesias de Algoz e Tunes
• Ramiro Feliz, candidato à Junta de Freguesia de Armação de Pêra
• Inácio Martins, candidato à Junta de Freguesia de S. Bartolomeu de Messines
• Jorge Sequeira, candidato à Junta de Freguesia de Silves.
• Emanuel Mendes, candidato à Junta de Freguesia de S. Marcos da Serra (foto ainda não divulgada)

Sob o lema “Recuperar Silves e Cuidar do Futuro” a candidatura encabeçada por Luís Guerreiro, pretende “trabalhar para as pessoas no desenvolvimento económico do Concelho através da criação de emprego e de medidas de fixação da população, realizando investimentos públicos em obras estruturantes que apoiem as famílias, as empresas, as instituições sociais, desportivas e culturais que atravessam grandes dificuldades face à pandemia.”

Segundo o PS, esta candidatura “nasce da vontade de colocar o município de Silves na rota do desenvolvimento e reflete muitas das ideias apuradas em sessões de esclarecimento com a população, nomeadamente:
-Construir um Município solidário e inclusivo, um concelho ambientalmente de excelência apoiando o estabelecimento de zonas protegidas e sítios classificados, tanto no interior como no litoral;
-Criação de emprego em áreas da inovação e transição digital, criando em parceria com empresas e universidades, clusters de especialização em diversas áreas como ciências do mar, agricultura de precisão e o envelhecimento ativo;
-Habitação Acessível visando apoiar a classe média, as famílias trabalhadoras e os jovens a adquirir habitação via programas de auto-construção ou arrendamento jovem;
-Apoio social na luta contra a pandemia e a proteção da saúde garantindo os mais elevados níveis de reposta ao COVID 19 e de apoio aos cidadãos, do ponto de vista da saúde pública, apoio social e educação, assim como à manutenção da economia, dos postos de trabalho e do rendimento das famílias.
-Valorizar o Interior. Proteger o património – O interior do Concelho de Silves, já foi a base económica da Região. Contundo, tem-se assistido a um progressivo empobrecimento, acompanhado pela crescente desertificação humana. Pretendemos valorizar o Concelho, combatendo a ideia de um concelho a duas velocidades, incentivando a agricultura sustentável, a pecuária e a valorização das espécies autóctones, o artesanato e os saberes populares, a fixação de novos habitantes, tirando partido das políticas públicas de habitação e das possibilidades de trabalho digital remoto que este abre assim como a promoção turística deste vasto território com enorme potencial.”

No seu comunicado, o PS lembra que “há cerca de 30 anos” que “não gere os destinos do Concelho” pelo que se apresenta com a convicção “de que este é o momento de virar página e dar uma oportunidade a gente com novas ideias e com uma nova visão para o Concelho de Silves.”

Veja Também

Entrevista a José Paulo Sousa, candidato do Chega à Câmara Municipal de Silves

José Paulo Sousa Candidato do CHEGA à Câmara Municipal de Silves   1- Quais as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *