Webinar sobre “A digitalização das Comunidade Locais” – Desafios do Rural

A Associação IN LOCO, em conjunto com outros 9 Grupos de Ação Local, estão a promover o projeto de Cooperação Inter-territorial INCOMUN – INovação e COnhecimento no MUNdo Rural, submetido no âmbito da Medida Cooperação LEADER do PDR2020.

Neste contexto, o plano de ação do projeto INCOMUM terá início com a organização do Ciclo de Conferências “Os Desafios do Rural”, que irá decorrer em ambiente virtual, sendo que a primeira iniciativa subordinada ao tema “A Digitalização nas Comunidades Locais” terá lugar no dia 23 de fevereiro, pelas 17.30 horas, com transmissão em direto nas páginas do Facebook da Federação Minha Terra e dos GAL parceiros.
Este webinar que terá a participação da ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, do vice-reitor da UTAD, Artur Cristóvão, do investigador e representante da INOVA-RIA, Rui Lopes e da presidente da Federação Minha Terra, Ana Paula Xavier, tendo moderação da jornalista Fernanda Freitas, “pretende lançar a reflexão sobre a importância da Digitalização nos Territórios Rurais e os impactos que a mesma exerce nos processos de desenvolvimento das Comunidades Locais, sendo que o acesso à conetividade, a produção e comercialização, a literacia digital, os modelos de trabalho, os serviços básicos, entre outras, são preocupações prementes nos territórios rurais a que urge dar resposta.”

Com a implementação do projeto INCOMUM, os parceiros envolvidos na sua implementação “têm como objetivo identificar respostas efetivas aos novos problemas e aos desafios emergentes nos tempos atuais e, promover o debate sobre questões relacionadas com diferentes temáticas presentes na agenda pública, nacional e comunitária, como sejam:
A transferência e produção de conhecimento e a incorporação de inovação nos territórios rurais;
A crescente importância do teletrabalho e da digitalização da sociedade.
As novas formas e tendências de produção, comercialização e consumo dos produtos locais;
A nova centralidade dos territórios rurais, num contexto de reforço da articulação entre o rural-urbano”.

“É atribuição dos GAL constituírem-se como facilitadores da incorporação da inovação nos territórios, enquanto estímulo que propicia o seu desenvolvimento sustentável, que permita introduzir modernização no saber-fazer tradicional, fazer face aos impactos das alterações climáticas, construir novas soluções de engenharia financeira, encontrar novas formas de participação ou criar novas soluções para problemas persistentes.
Neste sentido, urge aproximar os territórios rurais do sistema científico, facilitando a transferência do conhecimento produzido para servir as necessidades especificas das diferentes comunidades e territórios, apresentando novas soluções para os seus problemas estruturantes.”
Constituem a parceria do Projeto de Cooperação INCOMUM, os GAL associados da Federação Minha Terra: Região Norte: ADRIMINHO e ADRAT; Região Centro: ADAE, ADIBER, Aveiro Norte, Aveiro Sul e Coimbra Mais Futuro; Região Lisboa e Vale do Tejo: A2S Região do Alentejo: ESDIME; Região do Algarve: IN LOCO.

Veja Também

28 milhões de euros para concurso da medida Vida Ativa destinados a desempregados de longa duração

O PO ISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego), anuncia a abertura de candidaturas para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *