Pescadores de Armação de Pêra homenageados em exposição fotográfica

Os rostos de muitos dos pescadores de Armação de Pêra compõem a exposição fotográfica que está patente no edifício da Praça Velha desta Vila, desde o passado dia 8 de fevereiro.
As fotografias são de Christine Baumkirch Miguel que “durante algum tempo retratou os atuais pescadores da vila, muitos dos que com eles trabalham e ainda alguns que nunca deixarão de o ser.”

A ideia partiu desta fotógrafa que chegou a Armação de Pêra há mais de vinte anos e que sempre “admirou a relação existente entre a pesca e a identidade da vila”. A mesma conjugou-se com a vontade manifestada pelo presidente da Junta de Freguesia, Ricardo Pinto, que “também pretendia homenagear os pescadores da vila” e que viu nas redes sociais o trabalho de Christine Baumkirch Miguel .

A exposição na Praça Velha

Assim, “os retratos que Christine tirou resultaram numa exposição fotográfica exposta no edifício da Praça Velha, em forma de homenagem a quem, há mais de 400 anos, estabeleceu uma armação de atum na outrora designada Baía de Pêra dando origem a esta tão especial povoação.
Dezoito anos depois da última ação relevante desenvolvida na vila para beneficiar esta atividade e os seus profissionais – a instalação dos atuais apoios de pesca; na mesma data acontece a justa e merecida homenagem aos pescadores locais. Com esta iniciativa conseguiu-se ainda dignificar um edifício municipal que se encontrava há muito degradado”, adianta a Junta de Freguesia de Armação de Pêra.

Ricardo Pinto e Christine Baumkirch Miguel

A homenagem constante nesta exposição encontra-se organizada do seguinte modo:

Distribuídos por 3 painéis, na Rua Rainha Santa, estão os atuais pescadores e mestres de terra. No topo de cada um dos 3 painéis, estão os 10 pescadores que atualmente detém licença de pesca. Pela ordem em que os seus barcos estão distribuídos na Baía de Armação de Pêra. Em baixo, os mestres de terra que os acompanham.

Ao virar a esquina, entramos na Rua Coronel Santos Gomes. No 1º painel homenageiam-se os “Lobos do Mar”, ou seja, todos aqueles que se aposentaram depois de uma vida inteira dedicada à pesca. Em cima, 3 guardiões, que mesmo sem se encontrarem entre nós, ainda olham pelos seus outrora colegas.

O painel seguinte tem todos os pescadores e mestres de terra, que em vida e em forma de puzzle representam o início da identidade da terra.

Um terceiro painel apresenta quem passa um poema do pescador João Alberto, que é também um importante e respeitado dirigente da Associação de Pescadores de Armação de Pêra.

Veja Também

Mercado de Natal na Estação de Alcantarilha-Gare

No dia 27 de novembro irá decorrer um Encontro de Inverno- Mercado de Natal na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *