António Costa aponta para confinamento geral de um mês

Portugal deverá entrar já na próxima quinta-feira, dia 14 de janeiro, num confinamento geral de um mês, existindo para essa medida um “consenso muito generalizado”, como afirmou o primeiro-ministro António Costa no final da reunião que decorreu hoje de manhã no Infarmed, na qual foram ouvidos os especialistas.

“Estamos perante uma dinâmica de fortíssimo crescimento de novos casos que é necessário travar”, sublinhou António Costa, para quem o confinamento é a única forma de travar a escalada dos números da pandemia.

O novo confinamento e as regras a serem aplicadas nesse período deverão ser conhecidas amanhã. Neste momento o tema que mais divide as opiniões prende-se com o encerramento das escolas, total ou só para alguns graus de ensino. É praticamente certo que encerrarão todos os serviços não essenciais, à semelhança do que aconteceu em março passado, mas o Governo tem dado sinais de que poderá ter de ir mais além, encerrando atividades que por essa altura permaneceram abertas.

Veja Também

Armação de Pêra: Chapéus de sol “fantasmas” podem ser removidos

Está a dar que falar o edital emanado da Câmara Municipal de Silves que determina …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *