COVID-19 – Silves mantém-se como concelho de risco moderado, mas há novas regras

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou ontem as novas medidas de combate à pandemia que se aplicam em todo o território nacional, mas com diferenças consoante o nível de risco existente nos vários concelhos.
Segundo anunciou o primeiro-ministro, foram alterados os critérios e passaram a existir quatro níveis diferentes de avaliação de risco: risco moderado (com menos de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias); risco elevado (240 a 480 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias); risco muito elevado (480 a 960 novos casos) e extremamente elevado (mais de 960).

De acordo com esse critério, o concelho de Silves encontra-se na lista dos 65 concelhos que são considerados de “risco moderado” (até 239 casos por cada 100 mil habitantes).
Nestes concelhos as regras a seguir são as seguintes:
-Uso obrigatório de máscara nos locais de trabalho;
– Proibição de circulação entre concelhos entre as 23h de 27 novembro e as 5h de 2 dezembro e ainda entre as 23h de 4 dezembro e as 5h de 9 dezembro;
– Suspensão das atividades letivas a 30 novembro e 7 dezembro;
– Tolerância de ponto a 30 de novembro e 7 de dezembro;
– Apelo a entidades privadas para dispensa de trabalhadores a 30 de novembro e 7 de dezembro.

De acordo com os critérios estabelecidos pelo Governo, nesta última avaliação da situação epidemiológica, saíram da lista dos concelhos com maior risco de contágio, os concelhos de Tavira, Vila Real de Santo António e S. Brás de Alportel. Mas entrou o concelho de Lagoa que se junta a Albufeira, Portimão, Lagos e Vila do Bispo, os quais estão sujeitos a medidas como o recolher obrigatório, todos os dias da semana, das 23h00 às 5h00.

Veja Também

COVID-19 – Silves baixa aos 62 casos ativos

O concelho de Silves tem 62 casos ativos (-12), segundo a informação divulgada hoje, dia …

Um Comentário

  1. Apoio, mas não se esqueçam dos problemas autárquicos, como exemplo Arm. Pêra, estradas degradadas, plano de Arborização, limpeza etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *