Associação Resmalhar fez apresentação pública em Alcantarilha-Gare

A Associação Resmalhar – Associação Cultural para a Sustentabilidade Local – fez, no dia 5 de setembro, a sua apresentação pública, na antiga estação da CP, em Alcantarilha-Gare, local onde tem a sede.
Marcada para abril de 2020, e adiada devido à pandemia, esta apresentação, mais do que uma cerimónia, constituiu um momento simbólico para marcar o início das atividades e dar a conhecer a existência deste projeto, como disse, na ocasião, a presidente da Resmalhar, Alexandra Santos. A presidente não esqueceu os agradecimentos às entidades que colaboraram ao longo do processo de constituição desta nova associação, nomeadamente a Câmara Municipal de Silves e muito particularmente o GADAG- Grupo de Aventura e Desporto de Alcantarilha-Gare e a União de Freguesias de Alcantarilha e Pêra que possibilitaram a cedência da antiga estação da CP para sede da Resmalhar.

Alexandra Santos

Na apresentação falou-se de cultura, sustentabilidade, Covid e esperança. No espaço da estação de Alcantarilha-Gare, remodelado e decorado, foram lançados convites a artistas, músicos e a todos os que, de alguma forma, se propõem fazer iniciativas. Para que contactem a Resmalhar, associação que “tem como fim a promoção de reflexão e de iniciativas culturais no domínio de todas as artes.” E que venham dar vida a esta estação que se encontrava encerrada, para desenvolver atividades culturais mas também comerciais, como foi o caso da Feira de Plantas que se realizou neste dia de abertura.

De referir ainda que a Associação Resmalhar tem a funcionar a sua secção de teatro, com o grupo “Os Indefinidos” que realizou já vários espetáculos. E que também este grupo está aberto a novos colaboradores.

Quem desejar contactar ou acompanhar a atividade da Associação Resmalhar pode consultar a página no Facebook. https://www.facebook.com/resmalhar/

Veja Também

Em defesa do suplemento de insalubridade, PCP promove ações com trabalhadores

No dia 21 de setembro, o PCP promove uma ação junto dos trabalhadores de várias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *