Home / Sociedade / Educação / Escola Secundária de Silves, a melhor no distrito de Faro

Escola Secundária de Silves, a melhor no distrito de Faro

A Escola Secundária de Silves voltou a distinguir-se recentemente, no Ranking das escolas 2019, ao ocupar a primeira posição a nível distrital e a 90ª a nível nacional, subindo 34 posições em relação ao ano de 2018.
Firmando uma posição que vem ocupando nos últimos anos, a Escola Secundária de Silves conseguiu uma média de 14,29 no exame de Português, o que a colocou na 23ª posição, a nível nacional, ficando em primeiro lugar entre as escolas públicas.
A nível nacional, Coimbra volta a ser o distrito com a melhor média nos exames nacionais do ensino secundário e Portalegre o pior, o único do país com média negativa. O distrito de Faro encontra-se no 11º lugar a nível nacional.

No que respeita às escolas básicas do 2º e 3º ciclos do concelho, as mesmas ocupam posições mais modestas, neste ranking anual que analisa as médias obtidas pelos alunos nos exames nacionais.
A escola com melhor posição no referido ranking é a EB 2,3 João de Deus, de São Bartolomeu de Messines, na 438 ª posição, com uma média de 58,94. Segue-se a EB 2,3 Garcia Domingues, de Silves, na 672ª posição, com uma média de 55; a EB 2,3 Dr. António Contreiras, de Armação de Pêra na 977 ª posição com uma média de 49,3; e finalmente a EB 2,3 do Algoz, na 1014 posição, com uma média de 48,41.

Negativas e taxas de retenção

Analisando os outros parâmetros divulgados pelo Ministério da Educação, sobre as escolas básicas do 2º e 3º ciclos do concelho, um dos que mais se destaca é a elevada taxa de retenção no 3º ciclo, em todas os estabelecimentos de ensino.

A situação mais grave passa-se na EB 2,3 João de Deus, que em 2019 desceu 182 posições no ranking, apesar de ter a média mais alta em Matemática, entre as escolas do concelho, 54,76. Em todos os anos de escolaridade, 7º, 8º e 9º tem uma taxa de retenção que é o dobro da média nacional, sendo que no caso do 8º ano a média da escola de Messines é de 23,08% contra 6,77% da média nacional.

Igualmente a EB 2.3 do Algoz destaca-se a média de retenção no 7º ano que chega praticamente aos 20% (19,7%), enquanto a média nacional é de 9,23%. Esta é também uma escola que desceu 40 posições no ranking de 2019 e a que apresenta uma média baixa a Matemática, 39,73.

Igualmente a descer em 2019 encontra-se a EB 2,3 Dr. António Contreiras com uma queda de 99 lugares. Já a taxa de retenção mais significativa encontra-se no 8º ano, em que ficam retidos 13,3% dos alunos, o dobro da média nacional.

A única escola do concelho a subir em 2019, a EB 2,3 Garcia Domingues conseguiu subir 77 posições e alcançar uma média positiva a Matemática, 54,74. Mas verifica-se igualmente uma taxa de retenção bastante alta nos alunos do 9º ano – com uma média de 14,14 contra 6,58 a nível nacional.

Sendo que inúmeros estudos têm comprovado que a escolaridade das mães está profundamente ligada ao sucesso escolar dos filhos, não deixa de ser interessante avaliar o parâmetro da escolaridade dos pais dos alunos da escola Secundária de Silves, vendo-se que a mesma é de 8,21 nos pais e 10,31 nas mães. De realçar ainda que apenas 44% dos alunos que fazem os exames do 12º ano chegam a este patamar sem terem ficado retidos nenhuma vez no seu percurso.

Outro número a merecer atenção é a existência de 24,6 % de alunos carenciados neste estabelecimento de ensino.

Partilhe nas redes socias:
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Veja Também

Ciclo de Cinema ao Ar Livre volta a percorrer as freguesias do concelho de Silves

A Câmara Municipal de Silves, numa parceria com o Cineclube de Faro, irá promover um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *