Home / Vida / Psicologia / Lidar com as adversidades

Lidar com as adversidades

Caros leitores permitam-me que partilhe convosco uma pequena história que partilharam comigo e que nos leva a algumas reflexões importantes sobre um tema tão presente nas nossas vidas – as adversidades. A vida é feita de momentos bons e menos bons, ambos devem ser considerados momentos de aprendizagem, promotores do desenvolvimento pessoal no caminho de transformação que nos torna melhores pessoas.

“Certo dia, o filho contou ao pai como a sua vida era difícil e que por vezes, sentia vontade de desistir, estava cansado de estar permanentemente a lutar. Quando um problema parecia estar resolvido, surgia de imediato outro para resolver…
O seu pai, um “chef” conceituado, levou-o até à cozinha e pediu ao filho que observasse.
Encheu três panelas com água e colocou cada uma delas, ao fogão, em lume forte. Passados alguns minutos, as panelas começaram a ferver. De seguida, colocou numa delas, cenouras, na segunda, ovos e, na última, café em pó.
As três panelas continuaram a ferver sem que nenhuma palavra fosse dita.
O filho deu um profundo suspiro e esperou impacientemente, não tendo a mínima ideia do que se estava a passar.
Cerca de vinte minutos depois, o pai desligou o fogão, retirou as cenouras e colocou-as numa tigela, de seguida retirou os ovos e colocou-os noutra tigela e finalmente, escoou o café para dentro de um bule.
De seguida, virou-se para o seu filho e perguntou-lhe:- “Filho, o que estás a ver?”
– “Cenouras, Ovos e Café” – respondeu o jovem.
O pai trouxe-os até perto do filho e pediu-lhe que experimentasse as Cenouras, o filho assim o fez, notando que as mesmas estavam bastante macias.
De seguida, pediu-lhe que partisse um ovo e ao retirar a sua casca verificou que o ovo tinha ficado duro com a fervura.
Finalmente, pediu-lhe que provasse um pouco de café… ele sorriu ao sentir o seu aroma delicioso e maravilhoso sabor.
E perguntou, humildemente:- “O que é que isto significa?”
O pai explicou-lhe que cada um dos três havia sido submetido à mesma adversidade, a água a ferver, mas que cada um reagira de maneira diferente.
A cenoura entrara forte, firme e inflexível, mas depois de ter sido submetida à água a ferver, amoleceu e tornou-se frágil.
Os ovos eram frágeis, a sua casca fina protegia o seu líquido interior mas depois de terem sido colocados na água a ferver, o seu interior ficou rijo.
O café em pó, contudo, era incomparável. Depois de colocado na água a ferver… mudou a água.
– “Qual dos três és tu?” – perguntou ao filho.
– “Quando uma adversidade te acontece, como respondes? És uma Cenoura, um Ovo ou Café em pó?”

És como Cenoura que parece forte, mas depois com a dor e as adversidades, torna-se frágil, perdendo a sua força?
És como o Ovo, que começa com um coração/espírito maleável, mas por dentro, ficaste amargo e obstinado, com o coração e o espírito inflexíveis?
Ou serás como o Café que, ao ferver na água, alterou a sua cor e sabor?
Quanto mais quente estiver a água, mais saboroso se torna o Café. Tal como o Café em pó, quando as coisas se tornam mais difíceis, transforma-as em algo melhor. Como é que lidas com as adversidades? És uma Cenoura, um Ovo ou Café?”

A reflexão sobre a forma como lidamos com as adversidades ajuda-nos a perceber o que precisamos de mudar, pois o problema maior não está nas coisas, mas na forma como as olhamos e lidamos com elas. Como se sente na maioria das situações adversas? Cenoura, Ovo ou Café?

“A adversidade desperta em nós capacidades que, em circunstâncias favoráveis, teriam ficado adormecidas.”
Horácio (poeta lirico, satírico e filósofo da Roma Antiga).

Partilhe nas redes socias:
Share on Facebook
Facebook
0Pin on Pinterest
Pinterest
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin

Veja Também

23 de Maio- Dia Nacional de Luta Contra a Obesidade

No dia 23 de maio assinala-se o Dia Nacional de Luta contra a Obesidade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *