Começaram as obras para instalar as condutas de água na Ponte Rodoviária de Silves

A Câmara Municipal de Silves já iniciou as obras para retirar as condutas de água que estão instaladas na Ponte Velha de Silves (conhecida como Ponte Romana) e instalá-las na Ponte Rodoviária (Ponte Nova). O que irá permitir que seja a seguir lançado o concurso o restauro da Ponte Velha, uma obra que o Município decidiu assumir à sua responsabilidade, face à ausência das entidades governamentais e o avançado grau de degradação da referida ponte.

Segundo informa o Município, esta empreitada em curso «contempla a implantação de novas infraestruturas de água e saneamento na Ponte Rodoviária de Silves, permitindo a desativação dos troços de conduta, instalados na Ponte Velha, que são foco de recorrentes roturas, causando fortes constrangimentos ao abastecimento de água à população da cidade, assim como um elevado volume de perdas de água. A execução destas obras permitirá o lançamento no imediato do concurso público para a “Conservação e Restauro da Ponte Velha.

O investimento ascende a 440 000,00 euros, prevendo-se um prazo de execução de 6 meses.

A empreitada integra uma candidatura da autarquia ao Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), relativa à operação “Controlo e Redução de Perdas no Sistema de Abastecimento de Água no Município de Silves”, no montante global de 1 412 315,86 euros, que beneficia da contribuição do Fundo de Coesão no montante de 559 487,46 euros.

Na sua nota, o Município de Silves  pede “a melhor compreensão pelos inevitáveis transtornos causados em termos de mobilidade rodoviária e pedonal, não deixando de os mitigar, na medida do possível”. E acrescenta: “O investimento em apreço enquadra-se na linha de orientação estratégica de modernização e consolidação das redes de abastecimento de água e saneamento, de combate determinado às perdas de água e melhoria dos níveis de prestação do serviço público, em todo o concelho.”

Veja Também

COVID-19 – Algarve tem mais 16 casos

O Algarve regista hoje mais 16 novos casos de Covid-19, segundo os dados da Direção …

Um Comentário

  1. Maria da Luz Andrez

    Relativamente á feliz notícia sobre as obras a decorrer na Ponte Velha e os seus objetivos, não permito eximir – me a comentar o que se passa nas localidades limítrofes do Conselho no que respeita ao saneamento básico e que, agora, está mais que em evidência, procurando um planeta mais ecologico, para os nossos vindouros e para os presentes.
    Efectivamente, desde cerca do ano de 197 ?, que se encontra enterrada a canalização que permitia o escoamento das águas domésticas.
    Os impostos foram regularizados e eis que até á data, nada foi feito, continuando o uso de fossas domésticas e individuais.
    Os edis da Câmara de Silves vão sucedendo – se e as povoações que lhes estão confiadas continuam com as questões associadas a este assunto, sem que se vislumbre solução a curto ou breve prazo, com as consequências daí adevinientes ( despejo cíclico com a respectiva pestilência de odores, manuseamento dos instrumentos precisos, além da preocupação da área geográfica onde se faz o escoamento e outras associadas que façam parte de tão ingrata tarefa).
    Nunca vi ou apercebi que esta questão fizesse parte das preocupações da edilidade.
    Não tenho oportunidade da colocação deste assunto ou outro em local próprio e que a Câmara dispensa – dou os parabéns, por isso -, porque uso casa chamada de férias, embora com longos períodos, porque já não estou ao serviço activo no Poço Barreto.
    Apresento cordiais cumprimentos, na expectativa de informação sobre a questão ora colocada.
    Desejos de Santo Natal e próspero Ano Novo, quer pessoalmente, quer a nível camarário..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *