Home / Sociedade / Política / PSD considera que eletrificação da Linha do Algarve “é uma miragem”

PSD considera que eletrificação da Linha do Algarve “é uma miragem”

A “eletrificação da Linha do Algarve é uma miragem agora apontada na melhor das hipóteses para final de 2023”, denunciam os deputados do PSD pelo Algarve.

Em comunicado, estes afirmam que a eletrificação da Linha do Algarve tem um novo prazo de conclusão, “prevista apenas para 2023, último ano de vigência deste Governo, sofrendo um atraso de 3 anos”, o que foi “tornado público e confirmado pela Infraestruturas de Portugal”. Isto, quando estava previsto que as obras começariam ainda em 2019 e estariam concluídas em 2020.
“Em mais do que uma ocasião, o ex- Ministro Pedro Marques desconsiderou as dúvidas que os deputados do PSD lançaram, já que, como se sabe, não está concluído o processo de impacto ambiental e, por via disso, não podem ser lançados concursos nem adjudicada a obra.”

Cristóvão Norte, deputado pelo Algarve, assinala que “ a palavra, os prazos e os compromissos não importam. Já serviram para criar uma ilusão de que estava a avançar uma coisa importantíssima que está parada, afinal de contas. Ainda nos últimos meses nos garantiam que a obra estaria concluída em 2020, neste momento já sabemos que dificilmente se está a contar iniciá-la antes de 2022. O Algarve precisa desta obra, de um inter cidades regional, rápido e que seja alternativa a outras formas de mobilidade. Tanto se apregoa o imperativo ambiental, mas nestas opções de adiamento são rapidamente esquecidos.”

Dos 58 milhões de euros, 23,2 milhões são para o troço Tunes/Lagos e 34,7 milhões para Faro/VRSA e, durante a obra, tem a projeção de criar 140 empregos, bem como preparar a linha para um maior número de utilizadores e comboios.

Cristóvão Norte afirma: “ todos os recordes de supressões de comboios têm sido batidos o que prejudica o dia a dia de muitos milhares de pessoas, especialmente as mais pobres e sem alternativa; as avarias são constantes, a desorganização é total, mas também já se sabe que a Linha do Algarve será uma das últimas a ser reequipada com novas composições, decentes e com conforto mínimo. A ferrovia tem que ser central no modelo de mobilidade regional e essa decisão continua a ser adiada. “

Assim, os deputados do PSD Cristóvão Norte, Rui Cristina e Ofélia Ramos dirigirão uma pergunta ao ministro Pedro Nuno Santos, “exigindo que esta obra prioritária avance o mais rapidamente possível e que não se repitam os anúncios de pés de barro, os quais confundem as pessoas e as levam compreensivelmente a romper a confiança na seriedade daqueles que representam o Governo de Portugal.”

Veja Também

Festa de N. Sr.ª da Conceição em Alcantarilha

A festa em honra de N. Sr.ª da Conceição, a padroeira de Alcantarilha, irá decorrer …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *