Home / Concelho / Pontes de Silves vão entrar em obras

Pontes de Silves vão entrar em obras

Ainda no mês de outubro deverá ter início a empreitada para a instalação de novas condutas de abastecimento de água e esgotos na Ponte Nova de Silves (rodoviária). Uma medida que se tornou necessária face às condições estruturais da ponte velha (a chamada romana ou medieval), por onde passavam as referidas condutas.
Uma vez retiradas as condutas da Ponte Velha estarão criadas as condições para a realização das obras de conservação e restauro de que esta tanto carece.

Segundo apurou o Terra Ruiva, junto da Câmara Municipal de Silves, o concurso público para a instalação das novas condutas na Ponte Nova foi recentemente concluído (um primeiro concurso ficou deserto de concorrentes), e a empreitada irá começar em breve.
A autarquia releva que face às condições estruturais da Ponte Velha de Silves, que necessita de obras de conservação e restauro, e devido às frequentes roturas na rede de abastecimento de água, implantada na ponte e envolvente, tornou-se necessário optar por um traçado alternativo para as infraestruturas de água e saneamento existentes. Assim, será feito um investimento que ascende a 440 mil euros, para a realização de obras que cumprirão também o objetivo da autarquia de modernizar e consolidar as redes de abastecimento de água e saneamento, combater as perdas de água e melhorar o nível de prestação do serviço público, em todo o concelho.

Intervenção na Ponte Velha de Silves

No que se refere à intervenção na Ponte Velha de Silves, a autarquia informa que se encontra a ser ultimada a versão final do projeto de execução da “Conservação e Restauro da Ponte Velha de Silves”, o qual reuniu os pareceres favoráveis de numerosas entidades regionais e nacionais.
Com o arranque das obras na Ponte Nova estão reunidas as condições para o lançamento do concurso público para a execução da empreitada.

As obras na ponte, que tem estado encerrada à circulação, foram adiadas por ser necessário desativar previamente as infraestruturas existentes e esperar que sejam ligadas as novas condutas, para não deixar a população sem acesso às redes públicas de água e saneamento. Por outro lado, a autarquia estava a efetuar diligências no sentido de conseguir financiamento para esta obra avultada. Em dezembro de 2016 foi inviabilizada uma candidatura a fundos comunitários (CRESC 2020 – Património Cultural) por ausência de linha de financiamento disponível, e outras insistências junto da Tutela do património resultaram infrutíferas.

Face a esta situação, a autarquia sublinha que o investimento, na ordem aproximada dos 500 mil euros, será assumido pelo Município de Silves. Isto mesmo foi anunciado pela presidente Rosa Palma, nas cerimónias do Dia do Município, tendo a mesma destacado o esforço financeiro considerável que a Câmara irá fazer, dada a importância estratégica da Ponte Velha como ex-libris da cidade histórica, lamentando ao mesmo tempo o sacudir de responsabilidades por parte da Administração Central, que tem o dever constitucional de salvaguarda do património que é pertença do país.

Ainda sobre a Ponte Velha, a autarquia informa que a mesma se encontra em vias de classificação como Monumento de Interesse Público através de Anúncio publicado no Diário da República em 18 de fevereiro de 2016, processo que é da responsabilidade da Tutela, sendo que vários procedimentos, nos últimos 30 anos, não foram concluídos, nomeadamente por caducidade dos prazos.

Veja Também

Colocada rede em conduta pluvial em Armação de Pêra

Uma rede que impede a chegada ao mar de detritos poluentes, nomeadamente plásticos, foi colocada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *