Home / Sociedade / Ambiente & Ciência / Silves ataca perdas de água

Silves ataca perdas de água

Um milhão e meio de euros – é o investimento que a Câmara Municipal de Silves se prepara para fazer com o objetivo de alterar a situação que a colocava entre as piores do país, no que respeita às perdas de água.

Em janeiro deste ano, o Terra Ruiva publicava uma notícia dando conta que a rede de abastecimento público de água do Concelho de Silves era a terceira, a nível nacional, que tinha uma maior perda real de água, atingindo os 489 litros por ramal.
Um dado (de 2016) divulgado no Relatório Anual dos Serviços de Água e Resíduos em Portuga, produzido pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR). Um problema reconhecido pela Câmara de Silves e que a mesma estava “determinada a resolver” como nos disse então a vereadora Luísa Conduto Luís, a responsável por este sector.

Recentemente, a autarquia divulgou que foi aprovada a candidatura da autarquia ao Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), relativa à Operação “Controlo e Redução de Perdas no Sistema de Abastecimento de Água do Município de Silves”. Uma candidatura aprovada “após extraordinário trabalho técnico realizado em tempo record, sendo a única câmara do Algarve que o conseguiu até ao momento”, destaca a autarquia.

Uma candidatura que visa elevar este sector do Município a um novo patamar, “através da implementação de uma estratégia de controlo ativo de perdas, em simultâneo com o uso de alta tecnologia e de modelos organizacionais avançados, proporcionando o conhecimento profundo das infraestruturas, a visão integrada das redes e a gestão sistémica, determinantes para uma estratégia municipal de uso eficiente da água e de redução de perdas.”
Esta candidatura tem um investimento que “ascende a 1,4 milhões de euros, beneficiando da contribuição do FEDER/Fundo de Coesão, no montante de 559 mil euros.”

Neste âmbito serão feitas várias obras de substituição de condutas com perdas elevadas em Armação de Pêra, serão adquiridos e colocados dispositivos de controle e redução de perdas, contemplando a criação e gestão de Zonas de Medição e Controle e de Gestão de Pressões, entre outras. Prevê-se ainda a aquisição de equipamentos de pesquisa ativa de fugas e de inspeção visual de condutas (videoscópio), bem como de equipamentos de comunicação e a criação de um centro de supervisão (Centro de Comando) com a integração do sistema de telegestão e telemetria. Está ainda incluída a obra, já adjudicada, da passagem de condutas de abastecimento de água e esgotos sobre o Rio Arade.

Ainda segundo a autarquia de Silves, “a operação com candidatura aprovada integra o Plano Estratégico de Redução de Perdas do Município de Silves, que se desenvolverá em dois períodos consecutivos de cinco anos, contemplando objetivos intermédios e finais, dando particular combate às roturas não visíveis que são as mais relevantes.”

A concretização destes objetivos representará não só “um salto qualitativo na intervenção autárquica” como também uma “alteração radical do paradigma de gestão da água do Município de Silves, tornando-a proativa ao invés de reativa”, sublinha o Município.

Veja Também

Câmara Municipal de Silves abre candidaturas para Bolsas de Estudo

A Câmara Municipal de Silves tem abertas as candidaturas para atribuição de 15 Bolsas de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *