Mercado 100% Local em Messines, no dia 28 de setembro

“Cá se fazem, cá se comem” é uma das ideias frase que dão o mote para a realização do Mercado 100% Local que irá decorrer no Mercado Municipal de São Bartolomeu de Messines, no dia 28 de setembro, a partir das 9 horas.

O mau tempo obrigou ao cancelamento da edição prevista para o passado sábado e à sua transferência para o próximo sábado, dia 28 de setembro, seguindo os moldes já anunciados.

Esta iniciativa insere-se na campanha “Produzir e Consumir Local” que a Associação In Loco lançou no passado mês de agosto, no âmbito do projeto 100% Local, e que estará em itinerância pelos concelhos de Loulé, Faro, São Brás de Alportel, Olhão, Tavira, Albufeira e Silves, até abril de 2020.

No mês de setembro a campanha marca presença no concelho de Silves, numa parceria que envolve o Município e a Junta de Freguesia de S. Bartolomeu de Messines, para organização conjunta de um mercado de produtores locais.
“Depois do sucesso no arranque do Mercado 100% Local, que conta já com três edições realizadas em Loulé, o evento reproduz-se em S.B. Messines, aliando-se aí à iniciativa Mercado da Terra. Os mercados que integram a campanha são espaços de promoção de produtos locais, com o objetivo de distinguir e acessibilizar os produtores agroalimentares da região junto dos consumidores. Além dos espaços de venda ao público, os mercados são animados com ações de rua para sensibilização dos consumidores sobre as problemáticas ligadas ao consumo local, além de exposições e ações de educação alimentar”, informa a In Loco.

Em paralelo, estará em exibição, no Jardim Municipal, a peça “A Balança”, concebida pelo artista António Quintas. A peça “foi gerada na perceção de que as alterações nos padrões de produção e consumo dos tempos atuais têm elevados impactos económicos, ambientais e sociais, sendo urgente alterar essas dinâmicas. Pretende alertar os cidadãos para o impacto das suas opções de consumo, despertando para a importância de se privilegiar a compra em circuitos de proximidade.”

Com o slogan “À Mesa o que cresce perto da Porta”, a campanha materializa-se ainda na afixação de cartazes em locais estratégicos de visibilidade ao público nos municípios parceiros, “para provocar a reflexão sobre a importância de privilegiar o consumo local, potenciando com isso a economia regional, garantindo maior controlo e confiança na sustentabilidade dos produtos e contribuindo para a rentabilidade dos pequenos produtores.”

A campanha de sensibilização não será o único produto do projeto 100% Local. Este lançará também a aplicação casefazem.pt onde estarão referenciados produtos e produtores, para informar os consumidores sobre pontos de venda de produtos agroalimentares produzidos na região do algarve.
As ações do 100% Local são cofinanciadas pelo No Planet B by AMI, Instituto Camões e União Europeia.

Veja Também

União das Freguesias de Algoz e Tunes está a contratar

A União das Freguesias de Algoz e Tunes tem aberto um concurso de recrutamento para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *