Home / Sociedade / Cultura / Aurélio Nuno Cabrita apresenta novo livro sobre a história de São Bartolomeu de Messines

Aurélio Nuno Cabrita apresenta novo livro sobre a história de São Bartolomeu de Messines

No próximo dia 29 de Junho, pelas 16h00, vai ser lançado, em São Bartolomeu  de Messines, no auditório da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo, o livro “São Bartolomeu de Messines e o concelho de Silves desde os alvores do Liberalismo ao 5 de outubro de 1910”, da autoria de Aurélio Nuno Cabrita, nosso colaborador. A apresentação da obra será efetuada pela Prof. Doutora Maria João Raminhos Duarte.

O livro resulta da dissertação de mestrado do autor em História do Algarve, e teve como finalidade traçar a história da freguesia de São Bartolomeu de Messines, em articulação com o concelho de Silves, o Algarve e o país, desde os alvores do Liberalismo (1800) até à proclamação da República (1910).

Pela localização geográfica de São Bartolomeu de Messines foi abordada de forma profunda a problemática das acessibilidades ao Algarve, ferroviárias e rodoviárias. As personalidades de João de Deus e Remexido não foram esquecidas, ocupando destaque na obra, entre outras figuras locais. Foi também abordada a história socioeconómica da freguesia e do concelho (população, instrução, saúde pública, sociedade, evolução urbana e as principais atividades económicas), naquele período.
O autor recorreu a uma consulta metódica de diferentes fundos arquivísticos e apresenta conteúdos inéditos da história local e regional.

Publicado com a chancela das Edições Colibri, o livro contou com os patrocínios do Município de Silves, Freguesia de S. B. de Messines, Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de S. B. de Messines e São Marcos da Serra, da Direção Regional da Cultura do Algarve e Papelaria da Vila, e ficará disponível nas principais livrarias do país.

Veja Também

Blues & Rock nos Sunset Secrets no Castelo de Silves

No Castelo de Silves continuam os eventos Sunset Secrets- Quintas do Castelo que se realizam …

Um Comentário

  1. Apesar da sua relativa pouca idade, facto que, naturalmente, o condiciona, uma vez que não teve uma relação coeva e vivencial com fenómenos de tempos mais antigos, ocorridos na nossa terra, apesar disso, o nosso conterrâneo Aurélio Nuno tem tido o mérito de nos ir oferecendo excelentes trabalhos de pesquisa, que nos faz chegar, sob a forma de uma prosa de agradável leitura e de fácil apreensão.

    Para todos os que amam a terra que lhes deu o berço, é gratificante – mais ainda, quando se está longe – podermos contar com alguém que, num trabalho dedicado, procura nos escaninhos da memória, as raízes da identidade das nossas gentes e da nossa terra.
    Calculamos quão difícil é o seu esforço para coligir toda esta informação.
    As minhas felicitações por mais este excelente contributo, que agora nos oferece.

    Bem haja, caro Aurélio !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *