Home / Sociedade / Ambiente & Ciência / Vai ser apresentado o Estudo de Diagnóstico das Zonas Húmidas do Algarve

Vai ser apresentado o Estudo de Diagnóstico das Zonas Húmidas do Algarve

O estudo “Valorização das Zonas Húmidas do Algarve” será apresentado no próximo dia 6 de junho, pelas 10h, no Auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve), em Faro.

O estudo, promovido pela Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve, traça um diagnóstico exaustivo de três zonas húmidas da região, nomeadamente: Foz do Almargem e Trafal, em Loulé; a Lagoa dos Salgados e a Foz de Alcantarilha, em Albufeira e em Silves; e as Alagoas Brancas, em Lagoa.

“O projeto surgiu com o propósito de preencher as lacunas de conhecimento científico e socioeconómico das zonas húmidas da Foz do Almargem e Trafal e das Alagoas Brancas e de compilar e aprofundar informação existente, no caso da Lagoa dos Salgados.”

Segundo a Almargem, “o resultado apresenta uma caracterização socioeconómica, geomorfológica e hidrológica destas áreas, bem como a identificação das comunidades de flora existentes, e ainda de avifauna, artrópodes, répteis e anfíbios, realçando a sua importância no contexto ambiental, mas apontando também sugestões de propostas de estratégias de gestão para a sua preservação. Visando a análise por parte de entidades públicas e privadas, quer a nível local, regional ou nacional, estes estudos assumem uma elevada importância para a atribuição de um estatuto de proteção para as zonas em causa.”

O estudo, resultante de uma candidatura aprovada ao Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e Transição Energética, foi coordenado pela Associação Almargem com o apoio de coordenação científica da Sociedade Portuguesa para Estudo das Aves – SPEA, e contou com uma equipa técnica formada por especialistas independentes bem como de entidades como o Centro de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Algarve, do Tagis – Centro de Conservação das Borboletas de Portugal e do cE3c – Centre for Ecology, Evolution & Environmental Changes da Universidade de Lisboa.

A sessão será aberta a todos os interessados e contará com a presença ativa de representantes das entidades responsáveis pelo estudo, do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e dos Municípios de Albufeira, Lagoa, Loulé e Silves.

PROGRAMA DA APRESENTAÇÃO

Parceiros:
10h00 – Recepção dos Participantes

10h15 – Boas Vindas | Dr. Francisco Serra – Presidente da CCDR Algarve

Abertura | Dra. Anabela Santos – Vice-Presidente da Direção da ALMARGEM

10h30 – Estudo de Valorização das Zonas Húmidas do Algarve – Eng.a Filipa Mendes (Almargem)
Foz do Almargem e Trafal / Lagoa dos Salgados e Foz de Alcantarilha / Alagoas Brancas

12h00 – Mesa redonda

“Desafios no contexto territorial” – Moderadora Elisabete Rodrigues (Sul Informação)
Deputado Luís Graça
Rogério Neto, Vereador da Câmara Municipal de Albufeira
Câmara Municipal de Lagoa (*)
Dr. Vitor Aleixo, Presidente da Câmara Municipal de Loulé
Eng. Pedro Coelho, Chefe da Divisão de Serviços Urbanos e Ambiente da Câmara Municipal de Silves
Almargem
ICNF (*)

13h00 – Encerramento

(*) a confirmar

Veja Também

Ciclo de Cinema ao Ar Livre percorre o concelho de Silves

Um Ciclo de Cinema ao Ar Livre volta a percorrer as freguesias do concelho de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *