Home / Vida / Saúde & Bem Estar / Município de Silves adere à Rede Solidária para disponibilizar medicamentos gratuitos

Município de Silves adere à Rede Solidária para disponibilizar medicamentos gratuitos

O Programa «abem: Rede Solidária do Medicamento” chegou também ao Município de Silves, fruto de um protocolo que a Câmara Municipal assinou com a Associação Dignitude.
O protocolo entre a autarquia e esta instituição particular de solidariedade social, com sede em Coimbra, foi assinado entre a presidente da Câmara, Rosa Palma, e a presidente da Dignitude, Maria de Belém Roseira.

Com o estabelecimento desta parceria, informa a autarquia, será possível “garantir o acesso ao medicamento em ambulatório por parte de qualquer cidadão que, em Portugal, se encontre numa situação de carência económica que o impossibilite de adquirir os medicamentos comparticipados que lhe sejam prescritos por receita médica”.

Os destinatários do programa serão, em primeiro lugar, os indivíduos beneficiários de prestações sociais de solidariedade, nomeadamente as famílias carenciadas identificadas pelos municípios, mas também todas as pessoas que se deparem com uma situação inesperada de carência económica, devido a desemprego ou doença.
A essas pessoas, que passam por um processo de seleção, é atribuído um cartão que dá acesso de forma gratuita aos medicamentos sujeitos a receita médica e comparticipados pelo Estado.

A colaboração da autarquia silvense, no âmbito do presente protocolo, traduzir-se-á na “disponibilização da sua capacidade agregadora, de envolvimento e de dinamização da sociedade civil e do tecido empresarial para prossecução dos objetivos” deste programa, nomeadamente procurando colaborar quer na divulgação do mesmo, quer na “referenciação de indivíduos socialmente vulneráveis cuja situação seja enquadrável” neste tipo de apoios e na disponibilização de um contributo financeiro para implementação do Programa abem.

A Rede Solidária do Medicamento foi criada em maio de 2016 e integra 115 concelhos, mais de 600 farmácias e mais de 8000 beneficiários (15% dos quais são crianças). Fruto da colaboração com mais de 120 parceiros, já entregou mais de 200 mil embalagens de medicamentos.

Para os responsáveis do programa, os objetivos passam por atingir, até ao final deste ano, 14500 beneficiários e, em 2020, chegar aos 30000.

Veja Também

Osteoporose: uma prevenção que se inicia na infância

Osteoporose: uma prevenção que se inicia na infância Artigo de opinião de Miguel Casimiro, Neurocirurgião …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *