Home / Economia & Emprego / Economia / DECO informa: Como sei que estou sobre-endividado?

DECO informa: Como sei que estou sobre-endividado?

Delegação Regional do Algarve
CONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR / DECO

“Como sei que estou sobre-endividado?”

A DECO INFORMA…

O sobre-endividamento é uma situação em que os rendimentos mensais de um agregado familiar são insuficientes para fazer face às suas despesas mensais. As despesas mensais são compostas pelas despesas indispensáveis (alimentação, água, luz, eletricidade) e pelas despesas com prestações de crédito.
Considera-se que existe um elevado nível de endividamento, caso os rendimentos possibilitem apenas o pagamento das despesas mensais, não permitindo que reste algum dinheiro até ao final do mês. Nesta situação, considera-se que estamos perante uma taxa de esforço muito elevada.

A taxa de esforço permite-nos compreender qual o peso das prestações mensais de crédito (crédito à habitação, automóvel, pessoal ou cartão de crédito) no nosso rendimento.
Para calcular a taxa de esforço, basta apurar o valor total das prestações de crédito e dividi-lo pelo total dos rendimentos do agregado familiar.
O valor resultante deverá ser multiplicado por 100, o que permite encontrar o valor da taxa de esforço em termos percentuais.

Uma taxa de esforço superior a 35% apresenta-se como elevada, uma vez que não permite precaver uma situação imprevista de diminuição de rendimentos, como por exemplo, uma situação de desemprego ou cortes salariais.
Se a sua taxa de esforço for elevada (superior a 35%), será aconselhável que tome algumas medidas, devendo começar por reorganizar o seu orçamento mensal.

Qualquer consumidor/família confrontada com uma situação de sobreendividamento pode pedir a orientação ou mesmo o apoio do Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado – GAS.
A atuação do GAS passa pela análise da situação sócio-económica do consumidor endividado e sempre que se justifique pelo contacto com as entidades credoras com o objetivo de efetuar uma reestruturação dos contratos de crédito/dívidas e encontrar assim formas que permitam ao consumidor cumprir com as suas obrigações financeiras.

Veja Também

Plataforma informática de apoio ao autocaravanismo no Algarve

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve) apresenta o novo sítio …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *